Datena causa revolta na web com cobertura de incêndio e cenas de desespero de vítima fatal no “Brasil Urgente”: “Olha o desespero aí! Põe na tela inteira”

Nesta sexta-feira (17), José Luiz Datena foi alvo de duras críticas nas redes sociais por conta do seu programa “Brasil Urgente”, exibido pela Band. Ao fazer a cobertura jornalística de um incêndio, ocorrido em um apartamento no centro de São Paulo, o apresentador exibiu cenas que antecedem a queda fatal de uma mulher que tentava fugir das chamas pela janela.

Quando o programa iniciou a cobertura do caso, a mulher, que não foi identificada, já havia morrido e boa parte do incêndio já estava controlado. No entanto, o “Brasil Urgente” começou a apurar a história com pessoas que estavam na rua, e descobriu mais detalhes sobre a queda da vítima e seu gato de estimação na tentativa de se salvarem. “Olha, descer pro andar debaixo é pouco provável, porque tinha uma grade ali e ela não iria conseguir acessar. O grande problema é que deve ter começado a esquentar o parapeito que ela tava segurando, e aí ela perdeu o apoio”, analisou Datena a partir dos relatos que tinha ouvido.

Ao iniciar a cobertura jornalística com sua equipe, Datena já tinha sido alertado de uma morte no local. Foto: Reprodução/Band

Já com a confirmação da morte, o jornal também teve acesso à vídeos amadores da tragédia, que foram exibidos até certo ponto no programa. “Olha, a gente tem o vídeo dela aqui pendurada na janela. Cadê o vídeo dela pendurada na janela? Pelo menos pendurada na janela”, falou o apresentador. “Olha o desespero aí! Põe na tela inteira aí”, seguiu orientando para a produção.

Próximo do momento da queda, Datena alega que “agora não dava mais para mostrar”. “Ela tenta ficar no parapeito, mas daí pra frente eu não vou mostrar”, avisou. “Foi neste momento que ela caiu! Ela tava desesperada, imagino a temperatura ali dentro. Apavorada, ela senta no parapeito. Quando ela se senta, deveria estar muito quente, ela se desequilibra e cai. É um mergulho direto para morte”, continuou narrando sobre os fatos que os telespectadores já estavam cientes anteriormente. “Mostra de novo a cena, e para no momento que parou. Põe na tela grande aí”, pediu.

Datena chegou a apontar o “percurso” da queda da vítima, já que não exibiria o momento trágico em si. Foto: Reprodução/Band

Infelizmente, o “Brasil Urgente” não poupou os telespectadores do momento em que o gato da vítima, também sentado na janela do apartamento, acaba pulando tentando se salvar. “Tá vendo? Tem o momento que o cachorrinho vai pular… Ah lá, oh, pulou de dentro do fogo. E caiu! Parece que é um gato”, corrigiu. “Segura aí! Tira! Tira! Mergulhou também pra morte”, concluiu Datena.

O programa continuou boa parte da sua transmissão analisando o caso, pausando cenas do vídeo da queda, mostrando os corpos cobertos e um looping sem fim de algo tão lamentável e triste. Nas redes sociais, as pessoas se revoltaram com o que acreditaram ser um sensacionalismo por parte de Datena e do “Brasil Urgente”. “Programas como Datena exploram demais a desgraça. Entendemos que o gato e a dona praticamente se jogaram do prédio, mas, cara, ele fica mostrando, re-mostrando a cena é agoniante”, reclamou um rapaz. Confira a repercussão: