Eita! Dony De Nuccio, apresentador do “Jornal Hoje”, leva bronca por quebrar Código de Ética e Conduta da Globo; entenda!

Da bancada do “Jornal Hoje” diretamente para as agências bancárias?! Parece que o âncora do telejornal vespertino da rede Globo, Dony De Nuccio, cometeu uma tremenda gafe ao desrespeitar o código de ética da emissora. De acordo com o “Notícias da TV”, o jornalista teria gravado alguns vídeos institucionais para um banco e acabou em maus lençóis após o conteúdo chegar ao conhecimento da empresa. Eita!

Segundo a notícia publicada pelo site nesta segunda-feira (22), Dony assinou um contrato para ser o garoto propaganda do Bradesco Seguros, tendo gravado alguns vídeos que foram usados durante os treinamentos de funcionários e em eventos com clientes. A equipe jornalística do “Notícias da TV” teve acesso ao conteúdo e relatou que o apresentador realmente parece “vestir a camisa” da empresa ao se referir os clientes com o pronome “nossos”.

Pois é, mais uma vez a Bradesco Vida e Previdência sai na frente e lança um novo plano de Previdência Privada que traz muito mais facilidade para nossos clientes“, diz Dony em um dos vídeos. A grande questão é que o trabalho desrespeita drasticamente o Código de Ética e Conduta da Rede Globo. Em uma das cláusulas, a empresa determina que “É vedado a qualquer Integrante usar a visibilidade ou o prestígio do Grupo Globo, assim como seu cargo ou função para influenciar alguém ou obter vantagem pessoal, seja patrimonial ou de outra natureza“.

Dony De Nuccio gravou vídeos para o treinamento de funcionários de banco. (Foto: Reprodução)

Após o “freela” de Dony chegar ao conhecimento da empresa, o jornalista pediu que o banco encerrasse o uso das gravações em qualquer plataforma que fosse. Em nota enviada à imprensa, a Globo explica que, de fato, o apresentador do “Jornal Hoje” participou do trabalho sem comunicar a emissora, mas que o deslize não teve nada de errado e nem prejudica sua credibilidade enquanto profissional.

Dony de Nuccio informou que há cerca de um ano participou de uma produção audiovisual voltada exclusivamente para o treinamento de funcionários, com proibição expressa de que fosse exibida para clientes ou em televisão aberta ou fechada, rádio ou internet. Jamais se tratou de ser ‘o rosto’ de nenhuma empresa. O contratante honrou o contrato e nada fez de errado. Ele não consultou a TV Globo a respeito. Dony afirmou que, diante do fato de que parte da produção se tornou pública, entrou em contato com o contratante para que o trabalho não seja mais utilizado. E que doará o cachê recebido à uma instituição de caridade. Dony disse que fez o vídeo por acreditar que não se tratava de publicidade, já que não se destinava a clientes ou ao público. Com o esclarecimento de Dony e as providências que ele próprio tomou, a Globo considera o caso encerrado. Alertou, contudo, o apresentador para o fato de que seu entendimento sobre a possibilidade de fazer esse tipo de produção está errado“.

Em conversa com o “Notícias da TV”, a assessoria do Bradesco Seguros afirmou que retirou todo o material do ar e não cobrará nenhuma de multa de Dony. Além disso, a veiculação do material publicamente ocorreu de forma clandestina. “A Bradesco Seguros informa que a produção de conteúdo com o jornalista teve o objetivo exclusivo de treinamento interno de funcionários, e que a empresa não autorizou a veiculação em canais externos e em eventos para clientes“, afirmaram em nota.