Emmy 2019: “Game Of Thrones” é consagrada ‘Melhor Série de Drama’; “Fleabag” e “Chernobyl” se destacam! Confira lista completa dos vencedores

Aconteceu neste domingo (22), a 71ª edição do Emmy Awards, a maior premiação da televisão norte-americana. Ao contrário do que se esperava, “Game of Thrones”, em sua temporada final, não saiu na frente, garantindo apenas duas estatuetas. A série mais premiada foi “Fleabag”, comédia da Amazon que levou a melhor em quatro categorias. Logo em seguida, “Chernobyl” mostrou a que veio, vencendo três prêmios.

O número de “zebras” da disputa chamou atenção: os resultados finais da premiação foram tudo, menos previsíveis. Grandes favoritos foram desbancados, dando lugar a outros ícones. Billy Porter de “Pose”, por exemplo, tirou o prêmio de “Melhor Ator em Série Dramática” das mãos de Kit Harrington e Sterling K. Brown. O mesmo aconteceu com Jodie Comer, de “Killing Eve”, que ganhou como “Melhor Atriz em Série Dramática”, deixando favoritas como Emilia Clarke, Sandra Oh e Viola Davis para trás.

Já Julia Garner de “Ozark” arrematou o posto de “Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática”, disputado por quatro estrelas de “Game of Thrones” – Sophie Turner; Lena Headey, Maisie Williams e Gwendoline Christie.

Billy Porter recebendo seu prêmio de “Melhor Ator em Série Dramática” (Foto: Getty)

Na comédia, “Fleabag” se consagrou, em confronto com queridinhas como “Marvelous Mrs. Maisel”, e “Veep”, essa em temporada final. A série de Phoebe Waller-Bridge ganhou quatro prêmios: “Melhor Atriz em Série de Comédia”, conquista da própria showrunner, Phoebe; “Melhor Direção em Série de Comédia”; “Melhor Roteiro em Série de Comédia” e também o mais importante do gênero, “Melhor Série de Comédia”. Sucesso certo!

Phoebe Waller-Bridge, showrunner e protagonista de “Flebag” recebe o prêmio de “Melhor Série de Comédia” (Foto: Getty)

“Chernobyl”, minissérie da HBO sobre o histórico acidente nuclear, também saiu bem avaliada. Eleita a “Melhor Minissérie” do ano, a produção também se deu bem nas categorias de “Melhor Direção em Minissérie ou Telefilme” e “Melhor Roteiro em Minissérie ou Telefilme”.

Equipe e elenco de “Game of Thrones” recebendo seu último Emmy Awards. (Foto: Getty)

Apesar de ter sido preterida em disputas importantes da noite, “Game of Thrones” também recebeu uma digna homenagem – afinal, carregar o título de série mais premiada da história do Emmy não é pouca coisa! Antes da produção da HBO ser coroada a “Melhor Série Dramática” pela última vez, um tributo louvável foi exibido, com vários momentos inesquecíveis.

Então, o elenco do seriado da HBO subiu ao palco do Emmy, para ser merecidamente ovacionado. Após a homenagem, a plateia ficou ensandecida, ao passo que cada um dos astros fazia seu discurso. “Hoje é a nossa chance de agradecer a todos que nos assistiram”, disse Maisie Williams, antecipando os aplausos do público. Mais tarde, todos retornaram para receber o grande prêmio. Do elenco, Peter Dinklage foi o único prestigiado, pela atuação, ao conquistar o título de “Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática”.

Kit Harington, Emilia Clarke, Gwendoline Christie (de figura sagrada), e Nikolaj Coster-Waldau, ícones de “Game of Thrones” (Foto: Getty)

Patricia Arquette, a estrela de “The Act”, recebeu o prêmio de “Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme”, por seu papel na produção. Justamente quando subiu ao palco, ela protagonizou um dos discursos mais tocantes da cerimônia, abordando a história de sua irmã, Alexis Arquette. “No meu coração eu estou muito triste. Eu perdi minha irmã, Alexis. E as pessoas trans ainda estão sendo perseguidas”, disse Patricia, com a voz embargada.

“Eu estou de luto todos os dias da minha vida, Alexis. E eu estarei todos os dias, por você, até que a gente mude o mundo. Para que as pessoas trans não sejam mais perseguidas e deem emprego a elas. Elas são seres humanos, vamos dar emprego a elas”, declarou a atriz. Com sua fala comovente, a veterana recebeu inúmeros aplausos em concordância. Assista ao momento aqui:

Outro momento emocionante aconteceu quando Jharrel Jerome subiu ao palco para receber sua estatueta de “Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme”. O jovem ator de “Olhos que Condenam” levou a melhor por seu papel como Korey Wise – preso injustamente por 13 anos. “Sinto que eu deveria apenas estar no Bronx agora, de boa, esperando para minha mãe cozinhar, mas estou aqui”, agradeceu Jerome.

Jharrel Jerome recebendo o prêmio de “Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme” por “Olhos que Condenam” (Foto: Getty)

O artista e o filme, que trata de questão raciais, foram aplaudidos de pé. Principalmente pela presença dos “cinco exonerados”, que inspiraram a produção. Olha só:

Destaques da Cerimônia

A grande noite começou com uma invasão de Homer Simpson no palco, dando aquele ótimo alívio cômico. Pouco depois, Bryan Cranston, de “Breaking Bad” assumiu um monólogo sobre a qualidade da produção televisiva atual. O discurso apontou que, sejam os ótimos dramas, as incríveis comédias, todas produções teriam evoluído muito. “A televisão nunca foi tão grande. A televisão nunca importou tanto. E a televisão nunca foi tão boa”, disse ele, sobre uma possível “Era de Ouro” das TVs.

Além do momento da abertura, outra inserção de animação que chamou atenção ficou com “Family Guy”. As personagens do desenho tocaram na ferida e deram uma cutucada maravilhosa, citando Roseanne Barr e Bill Cosby. “Quem serão os dois Bill Cosby e Roseanne desse ano?”, disparou Peter Griffin. Vale lembrar que os comediantes já premiados no Emmy se envolveram recentemente em polêmicas, ela com tweets acusados de racismo, ele por acusações de abuso sexual. Vixe!

A decisão da premiação de não contar dessa vez, com um apresentador fixo, também não passou em branco. Quando Stephen Colbert e Jimmy Kimmel subiram no palco, os dois reclamaram da ausência de um mestre de cerimônias. Até que uma voz robótica, como a da Google interrompeu a dupla e anunciou a próxima categoria, deixando os humoristas nervosos. “Sinto muito, mas esse show está uma b*sta”, brincou Kimmel.

Adam Devine arrasando em seu musical sobre “Variedade” (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

Quanto aos números musicais, Adam Devine liderou uma apresentação – inusitada. Com o objetivo de explicar o que seriam essas tais “Variedades” da televisão, o ator de “A Escolha Perfeita” fez um verdadeiro show no palco – se é que podemos chamar assim. Além de coreografia, um grande balé e várias participações, ele antecipou a entrega do prêmio de “Melhor Programa de Variedades”.

Halsey, por sua vez, roubou a cena com um momento lindo. Durante o segmento “In Memoriam”, a cantora fez uma performance ao vivo do grande hit de Cyndi Lauper, “Time After Time”. Ao som do piano e de sua voz, tivemos esse que foi um dos pontos altos e mais emocionantes da noite, homenageando os principais nomes da indústria que se foram no último ano – como Cameron Boyce, Luke Perry e Stan Lee. Assista:

Com ou sem “zebras”, com favoritos ganhando ou não, mais uma vez, essas produções entraram para a história. Agora, ficamos no aguardo do que virá pelo próximo ano… Quando estaremos aqui novamente.

Confira a lista de todos os vencedores:

Melhor Série Dramática

“Better Call Saul”
“Bodyguard”
“Game of Thrones”
“Killing Eve”
“Ozark”
“Pose”
“Succession”
“This is Us”

Melhor Ator em Série Dramática

Jason Bateman – “Ozark”
Sterling K. Brown – “This Is Us”
Kit Harington – “Game of Thrones”
Bob Odenkirk – “Better Call Saul”
Billy Porter – “Pose”
Milo Ventimiglia – “This Is Us”

Melhor Atriz em Série Dramática

Emilia Clarke – “Game of Thrones”
Viola Davis – “How to Get Away with Murder”
Jodie Comer – “Killing Eve”
Laura Linney – “Ozark”
Mandy Moore – “This Is Us”
Sandra Oh – “Killing Eve”
Robin Wright – “House of Cards”

Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática

Alfie Allen – “Game of Thrones”
Jonathan Banks – “Better Call Saul”
Nikolaj Coster-Waldau – “Game of Thrones”
Peter Dinklage – “Game of Thrones”
Giancarlo Esposito – “Better Call Saul”
Michael Kelly – “House of Cards”
Chris Sullivan – “This Is Us”

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática

Gwendoline Christie – “Game of Thrones”
Julia Garner – “Ozark”
Lena Headey – “Game of Thrones”
Fiona Shaw – “Killing Eve”
Sophie Turner – “Game of Thrones”
Maisie Williams – “Game of Thrones”

Melhor Série de Comédia

“Barry”
“Fleabag”
“The Good Place”
“The Marvelous Mrs. Maisel”
“Russian Doll”
“Schitt$ Creek”
“Veep”

Melhor Atriz em Série de Comédia

Christina Applegate – “Dead To Me”
Phoebe Waller-Bridge – “Fleabag”
Natasha Lyonne – “Russian Doll”
Catherine O’Hara – “Schitt’s Creek”
Rachel Brosnahan – “The marvelous mrs. Maisel”
Julia Louis-Dreyfus – “Veep”

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia

Sarah Goldberg – “Barry”
Sian Clifford – “Fleabag”
Olivia Colman – “Fleabag”
Betty Gilpin – “Glow”
Kate McKinnon – “Saturday night live”
Alex Borstein – “The marvelous mrs. Maisel”
Marin Hinkle – “The marvelous mrs. Maisel”
Anna Chlumsky – “Veep”

Melhor Ator em Série de Comédia

Anthony Anderson – “Black-ish”
Bill Hader – “Barry”
Don Cheadle – “Black Monday”
Eugene Levy – “Schitt’s Creek”
Ted Danson – “The Good Place”
Michael Douglas – “The Kominsky Method”

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia

Stephen Root – “Barry”
Henry Winkler – “Barry”
Anthony Carrigan – “Barry”
Alan Arkin – “The Kominsky Method”
Tony Shalhoub – “The marvelous mrs. Maisel”
Tony Hale – “Veep”

Melhor Minissérie

“Chernobyl”
“Escape At Dannemora”
“Fosse Verdon”
“Sharp Objects”
“When They See Us”

Melhor Telefilme

“Black Mirror: Bandersnactch”
“Brexit”
“Deadwood: The Movie”
“King Lear”
“My Dinner with Hervé”

Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme

Amy Adams – “Sharp Objects”
Patricia Arquette – “Escape at Dannemora”
Aunjanue Ellis – “When They See Us”
Joey King – “The Act”
Niecy Nash – “When They See Us”
Michelle Williams – “Fosse/Verdon”

Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme

Mahershala Ali – “True Detective”
Hugh Grant – “A Very English Scandal”
Benicio del Toro – “Escape at Dannemora”
Jared Harris – “Chernobyl”
Jharrel Jerome – “When They See Us”
Sam Rockwell – “Fosse/Verdon”

Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme

Patricia Arquette, The Act
Emily Watson, Chernobyl
Margaret Qualley, Fosse/Verdon
Patricia Clarkson, Sharp Object s
Marsha Stephanie Blake, When They See Us
Vera Farmiga, When They See Us

Melhor Ator Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme

Ben Whishaw – “A Very English Scandal”
Stellan Skarsgård – “Chernobyl”
Paul Dano – “Escape At Dannemora”
Michael K. Williams – “When They See Us”
Asante Blackk – “When They See Us”
John Leguizamo – “When They See Us”

Melhor Programa de Variedades/Talk Show

“The Daily Show with Trevor Noah” (Comedy Central)
“Full Frontal with Samantha Bee” (TBS)
“Jimmy Kimmel Live” (ABC)
“Last Week Tonight with John Oliver” (HBO)
“Late Late Show with James Corden” (CBS)
“Late Show with Stephen Colbert” (CBS)

Melhor Programa de Esquetes

“At Home With Amy Sedaris” (truTV)
“Documentary Now!” (IFC)
“Drunk History” (Comedy Central)
“I Love You, America With Sarah Silverman” (Hulu)
“Saturday Night Live” (NBC)
“Who Is America?” (ABC)

Programa de Reality de Competição

“RuPaul’s Drag Race” (VH1)
“The Voice” (NBC)
“The Amazing Race” (CBS)
“Top Chef” (Bravo)
“American Ninja Warrior” (NBC)
“Nailed It” (Netflix)

Apresentador de Reality Show/Programa de Competição

“RuPaul’s Drag Race” (VH1)
“The Voice” (NBC)
“The Amazing Race” (CBS)
“Top Chef” (Bravo)
“American Ninja Warrior” (NBC)
“Nailed It” (Netflix)

Melhor Roteiro em Série de Comédia

Barry – “ronny/lily,” Alec Berg and Bill Hader
Fleabag – “Episódio 1,” Phoebe Waller-Bridge
The Good Place – “Janet(s),” Josh Siegal e Dylan Morgan
PEN15 – “Anna Ishii-Peters,” Maya Erskine e Anna Konkle
Russian Doll – “Nothing In This World Is Easy,” Leslye Headland, Natasha Lyonne and Amy Poehler
Russian Doll – “A Warm Body,” Allison Silverman
Veep – “Veep,” David Mandel

“Melhor Direção em Série de Comédia”

Barry – “The Audition,” Alec Berg
Barry – “ronny/lily,” Bill Hader
The Big Bang Theory – “The Stockholm Syndrome,” Mark Cendrowski
Fleabag – “Episode 1,” Harry Bradbeer
The Marvelous Mrs. Maisel – “All Alone,” Amy Sherman-Palladino
The Marvelous Mrs. Maisel – “We’re Going To The Catskills!” Daniel Palladino

“Melhor Direção em Minissérie ou Telefilme”

Chernobyl – Johan Renck
Escape At Dannemora – Ben Stiller
Fosse/Verdon – “Glory,” Jessica Yu
Fosse/Verdon – “Who’s Got The Pain,” Thomas Kail
A Very English Scandal – Stephen Frears
When They See Us – Ava DuVernay

“Melhor Roteiro em Minissérie ou Telefilme”

Chernobyl – Craig Mazin
Escape At Dannemora – “Episode 6,” Brett Johnson, Michael Tolkin and Jerry Stahl
Escape At Dannemora – “Episode 7,” Brett Johnson and Michael Tolkin
Fosse/Verdon – “Providence,”Steven Levenson and Joey Fields
A Very English Scandal – Russell T. Davies
When They See Us – “Part Four,” Ava DuVernay and Michael Starrbury

“Roteiro em Série de Variedades”

Documentary Now!
Full Frontal With Samantha Bee
Last Week Tonight With John Oliver
Late Night With Seth Meyers
The Late Show With Stephen Colbert
Saturday Night Live

“Melhor Direção em Série de Variedades ou Talk Show”

Documentary Now! – “Waiting For The Artist,” Alex Buono and Rhys Thomas
Drunk History – “Are You Afraid Of The Drunk?” Derek Waters
Last Week Tonight With John Oliver – “Psychics,” Paul Pennolino
The Late Show With Stephen Colbert – “Live Midterm Election Show,” Jim Hoskinson
Saturday Night Live – “Apresentador: Adam Sandler,” Don Roy King
Who Is America? – “Episode 102,” Sacha Baron Cohen, Nathan Fielder, Daniel Gray Longino and Dan Mazer

“Melhor Roteiro em Série de Drama”

Better Call Saul – “Winner,” Peter Gould and Thomas Schnauz
Bodyguard – “Episode 1,” Jed Mercurio
Game Of Thrones – “The Iron Throne,” David Benioff and D.B. Weiss
The Handmaid’s Tale – “Holly,” Bruce Miller and Kira Snyder
Killing Eve – “Nice And Neat,” Emerald Fennell
Succession – “Nobody Is Ever Missing,” Jesse Armstrong

“Melhor Direção em Série de Drama”

Game Of Thrones – “The Iron Throne,” David Benioff and D.B. Weiss
Game Of Thrones – “The Last Of The Starks,” David Nutter
Game Of Thrones – “The Long Night” Miguel Sapochnik
The Handmaid’s Tale – “Holly,” Daina Reid
Killing Eve – “Desperate Times,” Lisa Brühlmann
Ozark – “Reparations,” Jason Bateman
Succession – “Celebration,” Adam McKay