Encontro: Fátima Bernardes desmente ao vivo fake news compartilhada por Eduardo Bolsonaro: “Isso é crime”; assista

Durante o desabafo, Fátima Bernardes pontuou que esta não é a primeira vez que o matinal da TV Globo é alvo de notícias falsas do tipo

Na edição do “Encontro com Fátima Bernardes” desta terça-feira (28), a apresentadora precisou vir à público para desmentir uma fake news compartilhada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL – Partido Social Liberal) nas redes sociais, no último domingo (26). Durante o programa, Fátima fez um desabafo sobre as desinformações propagadas pelo filho do presidente Jair Bolsonaro e destacou que não é a primeira que ela e o “Encontro” são alvos desse tipo de ataque.

A fake news em questão veio à tona na web como duas montagens adulteradas de antigos episódios do matinal da TV Globo. Nelas, o GC — a legenda presente na tela — foi alterado para insinuar que a jornalista teria falado sobre o cancelamento do Natal devido à pandemia, bem como sobre as ‘saidinhas’ de final de ano em presídios. Na primeira, a legenda dizia que especialistas de saúde eram contra aglomerações familiares no Natal, enquanto a segunda afirmava que reintegrar apenados poderia ser benéfico para a sociedade – ambas as chamadas eram falsas. “A Fátima Bernardes é diferente, ela não vai passar o Natal em família”, ironizou Eduardo no Twitter, junto às imagens.

Eduardo Bolsonaro atacou Fátima Bernardes no último domingo (26). (Foto: Reprodução/Twitter)

Continua depois da Publicidade

Como mostrado por Fátima, os verdadeiros GCs eram sobre músicas que marcaram a vida da plateia e os direitos dos motoristas de aplicativos. A jornalista então lamentou a montagem e criticou o deputado por ter propagado informações falsas. “As pessoas acabam compartilhando e infelizmente até o deputado Eduardo Bolsonaro compartilhou. Se você olhar, a tarja tem uma cor diferente da nossa, a letra não é a mesma fonte, são as mesmas pessoas, mas muda completamente o contexto. Discutíamos os direitos de motoristas de aplicativos e aqui era um “Tô Querendo Saber” musical. (…) Aí já começa que ‘eu não iria passar Natal com a família porque sou contra a ceia’ e por aí vai, a mentira vai crescendo de um jeito…”, desabafou Bernardes.

Ela continuou o discurso com um alerta sobre a gravidade desse tipo de ação. “Então, esse tipo de coisa aqui, o nome disso é crime. Não é brincadeira, mentirinha, fofoca, é crime e tem que ser punido. A gente pode ajudar como? Não compartilhando notícias falsas. Cheque. Não caia nessas mentiras, porque isso confunde as pessoas, atrapalha trabalho de pessoas sérias”, reforçou.

“Desculpa o desabafo, mas é que não é a primeira vez. São várias vezes envolvendo o programa, envolvendo várias notícias falsas, e isso me realmente deixa muito triste. Eu sou apenas uma pessoa que leva ao ar o trabalho de uma equipe gigantesca, séria e responsável e isso me deixa triste, ver o trabalho sendo achincalhado”, encerrou Fátima. Confira o momento:

Nesta segunda-feira (27), o deputado federal Túlio Gadêlha (Rede Sustentabilidade – PE) já havia se pronunciado sobre o assunto. Em suas redes, ele desmentiu o filho de Bolsonaro. “Fraco, rasteiro e vulgar. Mente para criar polêmica. Cria polêmica para se tornar conhecido. Assim se elegeu. Assim seu pai e irmãos foram eleitos. Eduardo Bolsonaro é aquele homem sem honra. Sem caráter. Capaz de tudo. Dias mulheres virão!”, escreveu o pernambucano, que desde 2017 namora Bernardes.