Marcius Melhem deixa chefia de humor da Rede Globo, após denúncias de assédio moral; Saiba detalhes

Nesta sexta-feira (06), em um comunicado oficial para a imprensa, a Rede Globo anunciou a saída de Marcius Melhem da liderança dos projetos de humor da emissora. A decisão vem pouco mais de dois meses após denúncias de assédio moral contra ele serem trazidas à tona.

Na nota, a Globo afirmou que o humorista deixou a liderança por “motivos pessoais” e revelou ainda que ele solicitou uma licença das funções de roteirista e ator por um período de quatro meses.

Assim, a emissora explicou que a área de Criação e Produção de Conteúdos da Globo sob a direção de Carlos Henrique Schroder “vai redesenhar a sua estrutura de Dramaturgia”.

Continua depois da Publicidade

“Os projetos de Humor, assim como os de Dramaturgia Diária e Semanal (novelas e séries), ficarão agora sob a responsabilidade direta de Silvio de Abreu”, declarou o comunicado.

Junto a Silvio, os diretores de Variedades Mariano Boni (programas de entrevistas e talk shows) e Boninho (programas de auditório, realities, games e musicais) compõem o time de Gênero dos Estúdios Globo.

Marcius Melhem se afastou da liderança do Humor na Globo (Foto: Reprodução/TV Globo)

Entenda o caso

No dia 26 de dezembro, a coluna de Leo Dias, no portal UOL, reportou que o ator e roteirista Marcius Melhem, responsável por coordenar o departamento de humor da emissora, teria sido denunciado por assédio moral — e as acusações teriam partido de diversas atrizes experientes da área.

Continua depois da Publicidade

Segundo o jornalista, os nomes de Dani Calabresa e Maria Clara Gueiros apareciam entre as estrelas que fizeram a denúncia. No entanto, após a notícia sair, Gueiros usou as redes sociais para falar sobre o assunto. “Esclarecendo: Eu não fui vítima de assédio moral e não fiz denúncia”, escreveu. Ao hugogloss.com, Dani Calabresa disse que não se pronunciaria, mas confirmou que, de fato, estava em contato com a direção da emissora.

Assédio moral no ambiente de trabalho configura qualquer tipo de situação humilhante, constrangedora, repetitiva e prolongada — principalmente em hierarquias. Apesar da denúncia ter partido de mulheres, ela também teria ganhado reforço entre os homens do humor. Marcelo Adnet foi um dos que teria testemunhado a favor das reclamantes.

Em entrevista recente à ‘Folha’, entretanto, Adnet negou ter presenciado qualquer situação do gênero. “Até saiu que eu testemunhei e me coloquei do lado delas, mas isso não aconteceu. Também não quis desmentir oficialmente para não parecer que eu não estava do lado delas. É muito simples. O Marcius é meu amigo, a Dani Calabresa também, todos se falam e acho leviano falar porque não presenciei”, declarou.

Continua depois da Publicidade

Na época, o departamento de Comunicação da TV Globo afirmou: “Todo relato de assédio, moral ou sexual, na Globo é apurado criteriosamente assim que tomamos conhecimento. A Globo reafirma que não aceita qualquer tipo de assédio e, neste sentido, mantém um canal aberto para denúncias de violação às regras do Código de Ética do Grupo Globo.”

Marcius Melhem não se pronunciou sobre as denúncias.