MasterChef Brasil 6: Semifinalista recebe proposta especial de Fogaça, e Paola chora ao falar sobre detalhe da prova

O penúltimo episódio do “MasterChef Brasil” 2019 foi de tirar o fôlego! A semi-final do programa, exibida nesse domingo (18), deixou os jurados e os internautas muito emocionados com a saída do participante Eduardo Richard, que perdeu a disputa contra o colega Rodrigo Massoni.

Lorena Dayse foi a primeira finalista e subiu ao mezanino, deixando os dois outros integrantes, que precisaram preparar na etapa de eliminação uma “codorna no sarcófago”, prato que ficou conhecido graças ao filme A Festa de Babette, drama dinamarquês de 1987.

Eduardo se complicou muito durante a prova, e acabou gastando metade de seu tempo com a desossa, mas mesmo com as dificuldades, sua comida recebeu elogios dos chefes. Paola Carosella disse que o ‘ponto da carne parecia muito bom’ e que o molho apresentado estava muito gostoso. O competidor optou por não acrescentar trufas ao prato, e a argentina lamentou a escolha: “Uma pena, é tão elegante uma trufa numa semi-final”. Eric Jacquin, por sua vez, gostou muito de outro ingrediente. “Nossa, a massa folhada é muito boa!”, exclamou.

Antes dos jurados tomarem suas decisões, Paola explicou que o filme era muito especial em sua vida e não conteve as lágrimas, ao relembrar sua infância. “Esse filme pra mim é super importante, porque quem me fez assistir foi minha mãe, quando ela sentiu que eu queria ser cozinheira, mas não tinha como estudar gastronomia. Naquela época não existia [oportunidade] sabe… Aí ela alugou o filme pra eu entender o que era [ser cozinheira], explicou, visivelmente emocionada.

A chef finalizou seu discurso explicando a mensagem que a trama transmite. “Nós cozinheiros, somos artistas. Vocês são artistas, e um artista nunca é pobre”, finalizou, recebendo muitos aplausos dos aprendizes e de seus colegas de profissão.

No momento da difícil e minuciosa decisão, Edu chorou ao descobrir que sua jornada no reality estava terminando, mas foi consolado pelo trio de especialistas. “Você não perdeu nada, mano, você só ganhou!”, enfatizou Henrique Fogaça, que fez uma proposta super especial para o rapaz curitibano. “Eu tenho um restaurante em Curitiba, se você quiser fazer um estágio lá, tem várias coisas pra aprender numa cozinha profissional, pra entender como tudo funciona… Será muito bem vindo! Não desiste!”, pediu ao cozinheiro.

Por fim, o participante confessou que sua torcida agora na reta final seria para Lorena, que o apoiou durante a competição. “Ela me ajudou muito em provas que eu tive dificuldade. Então, acho que pelo que já contribuiu comigo durante o programa, eu vou torcer por ela”, concluiu.

Em entrevista ao Portal da Band, Eduardo revelou que vai sim procurar por Fogaça para falar sobre o possível estágio. “Vou esperar para a poeira abaixar, tentar conversar com ele depois para ver quais são as condições e o que está querendo fazer. Acho muito válido e me interessa bastante. Eles falaram que muitas portas vão se abrir para mim e eu espero que se abram mesmo, que eu possa aproveitar essas oportunidades que surgirem. Tenho a intenção de abrir um negócio em Curitiba com a minha esposa”, finalizou.

Nessa final, vocês são Team Lorena ou Team Rodrigo?