Mauro Naves deixa a TV Globo após afastamento por caso Neymar; confira comunicado da emissora!

O jornalista Mauro Naves não faz mais parte do time de repórteres da Rede Globo. Ele deixou a emissora após 31 anos de casa, em virtude de seu envolvimento no caso em que o jogador Neymar Jr. é acusado de estupro pela modelo Najila Trindade.

De acordo com o portal UOL, a informação do desligamento de Mauro Naves foi anunciada pelo canal carioca. “O Grupo Globo e o jornalista Mauro Naves decidiram encerrar consensualmente o contrato de prestação de serviços que mantinham. O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Mauro Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece os 31 anos de dedicação e colaboração“, diz o comunicado oficial da Globo.

Ainda segundo o UOL, “Mauro Naves informou que está finalizando outros assuntos referentes ao seu desligamento da TV Globo e que promete dar mais informações ‘depois que tudo estiver concluído’“.

Mauro Naves em cobertura esportiva da TV Globo. (Foto: Reprodução/TV Globo)

O jornalista foi afastado da cobertura esportiva da emissora no mês passado, quando foi revelado que ele havia passado o contato do pai de Neymar para um dos advogados de Najila Trindade. O anúncio do afastamento foi feito por William Bonner no “Jornal Nacional”.

O ‘Jornal Nacional’ publicou ontem a carta aberta à imprensa, divulgada pelos ex-advogados da mulher que acusa Neymar de estupro. Na carta, eles explicam que a reunião que tiveram com os advogados de Neymar foi feita a convite do pai do jogador. Hoje, em nota, o pai de Neymar desmentiu essa informação. Ele disse que foi o advogado José Edgard Cunha Bueno que o procurou solicitando a reunião. Edgard obteve o contato dele por intermédio do repórter Mauro Naves na quarta-feira da semana passada. O repórter confirma as alegações da nota do pai de Neymar, mas somente hoje, ele relatou à Globo sua participação no episódio“, informou Bonner.

Inclusive, o telejornal explicou os argumentos apresentados por Mauro sobre o que havia ocorrido. “Em sua defesa, Mauro Naves explicou que se limitou a repassar os contatos de Neymar para o advogado, a quem já conhecia, porque esperava obter a história com exclusividade. Quando o assunto se tornou público, avaliou que sua participação não teria relevância“, continuou o editor-chefe do “JN”.

Ao encerrar o comunicado, Bonner fez questão de ressaltar as qualidades do profissional e finalizou informando sua suspensão por tempo de indeterminado. “Mauro Naves é um profissional excelente que já fez grandes contribuições ao jornalismo esportivo da Globo, mas há evidências de que as atitudes dele neste caso contrariaram a expectativa da empresa sobre a conduta dos seus jornalistas. Em comum acordo, o repórter Mauro Naves deixará a cobertura de esportes até que os fatos sejam devidamente esclarecidos“, encerrou.

Um dos nomes mais conhecidos da cobertura esportiva da Rede Globo, Mauro Naves entrou para o time de jornalistas da emissora em março de 1987, em Brasília. Em 1989, começou a atuar na sede do canal em São Paulo, e chegou a deixar a Globo em 1992 para trabalhar em uma loja de confecção de roupas ao lado de um primo.

De volta à emissora em 1993, o jornalista ficou famoso por cobrir Fórmula 1, futebol e, principalmente, seleção brasileira. E uma reportagem especial na casa marcou sua carreira: ele fez a última entrevista com o piloto Ayrton Senna. “Mas de tudo, o que mais me marcou foi a Fórmula 1, porque em 1994 eu fui o repórter que fez a última matéria para a televisão, e para qualquer veículo, com o Ayrton Senna”, disse ele em entrevista ao site Memória Globo.