TV / Séries

Michelle Sampaio, repórter de afiliada da Rede Globo, é demitida por estar ‘acima do peso’ e causa comoção nas redes sociais

Marina Amaro - Publicado em 23/03/2019 às 17:53
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Que absurdo! Neste sábado (23), a repórter Michelle Sampaio da Rede Vanguarda, afiliada da Rede Globo no Vale da Paraíba, usou o Facebook para comunicar a triste notícia de que foi demitida da emissora. De acordo com a jornalista, que trabalha há 16 anos na televisão, a opção do canal veio após ela não conseguir perder o peso que ganhou durante a gravidez de sua filha.

A opção de desligamento foi da emissora. Como muitos sabem e me acompanham, há dois anos entrei numa briga com a balança depois de ter engordado muito na gravidez“, escreveu Michelle na rede social. E revelou: Foram 14 anos priorizando o trabalho, mas desde a chegada da minha filhinha, ela virou minha prioridade número um de vida, de tempo e de dedicação. Nesses últimos dois anos, por estar acima do peso, fiquei um bom tempo trabalhando nos bastidores, cheguei a emagrecer um pouco, voltar pra reportagem e apresentação do jornal, mas saí ‘do vídeo’ novamente porque nunca de fato voltei ao peso antes da gravidez, que foi o pedido da emissora”. 

A repórter disse que respeitava o posicionamento da emissora e agradeceu pela oportunidade de trabalhar na Rede Vanguarda, além de mandar uma mensagem carinhosa para seus colegas de trabalho. Por último, ela avisou de seus próximos passos na profissão, depositando sua dedicação na própria empresa de comunicação e na família que construiu. Veja a mensagem completa abaixo:

(Foto: Reprodução/Facebook)

A publicação de Michelle viralizou nas redes sociais. Em nove horas, foram 21 mil curtidas, quase sete mil comentários e mais de nove mil compartilhamentos só no Facebook! A grande maioria das mensagens dos usuários são de apoio à jornalista e de indignação com a Rede Vanguarda. No Instagram, onde Michelle postou a mesma mensagem, ex-colegas de emissora prestaram sua solidariedade e contaram que também tiveram conflitos com a empresa por situações semelhantes.

“Isso é reflexo de uma sociedade machista e preconceituosa. Lamentável que uma empresa de ‘Vanguarda’ se posicione de forma tão retrógrada. Isso precisa mudar. Não tem por que na tela da TV só terem espaço as inexperientes com aparência de modelo! A vida é feita de pessoas de todas as cores e tamanhos!”, escreveu a jornalista Amanda Costa, que trabalhou por 10 anos na mesma emissora. Ela foi além e escreveu: “Sei bem o que ela [Michelle] estava vivendo. Passei por isto quando voltei da licença-maternidade após ter meu filho, tanto que pedi demissão e voltei dois anos depois, quando estava mais ‘magra’ e ‘apta’ para voltar ao vídeo”. Amanda também citou o caso em andamento de um repórter que saiu da frente das câmeras pelo mesmo motivo, e de outro que passou por uma cirurgia bariátrica para não perder o emprego.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Outra ex-colega da Rede Vanguarda, Camila Carvalho, deixou sua opinião: “Essa postura da emissora é lamentável. Por essas e outras (porque tem muitas outras) que eu pedi demissão. A falta de espaço não é só pra quem está acima do peso. Como se o talento estivesse na balança. Estou muito triste porque você é uma das jornalistas mais lindas, carismáticas e competentes que eu conheço e admiro”. 

(Foto: Reprodução/Instagram)

Se esta é uma prática comum na Rede Vanguarda, está na hora da emissora rever seus conceitos, né?