“Amor de Mãe”: Adriana Esteves adianta segunda fase da novela e analisa guinada macabra de Thelma: “Fui pega de surpresa”; Personagem ainda tem possibilidade de redenção — confira!

No próximo sábado (21), “Amor de Mãe” entrará num hiato, devido à pausa das gravações por conta da pandemia do coronavírus. Esse término marcará o fim da primeira fase da novela, consolidando a vilania de Thelma. E em entrevista, Adriana Esteves e Manuela Dias, autora do folhetim, anteciparam segredos da segunda fase da trama e falaram de uma possível “redenção” da protagonista, após sua nova postura.

De mocinha a vilã

“Com Thelma, estamos vendo o nascimento da vilã”, explicou Manuela. “A trajetória dela a está empurrando para um precipício que ela, apesar de ver se aproximar, não consegue evitar. Quando se vê encurralada pela possibilidade de perder seu bem maior, Thelma começa a se transformar em uma vilã, no sentido de se importar tanto com suas próprias perdas e medos que ela se torna capaz de fazer qualquer coisa”, disse a autora.

No fim da primeira fase de “Amor de Mãe”, Thelma sairá como uma bela de uma vilã, depois de tantas maldades. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Esse lado frio e sombrio de Thelma, no entanto, não era conhecido por Adriana: “Não sabia. Fui pega de surpresa como todos. Estamos juntos!”, divertiu-se a atriz. E apesar de tudo que a mãe de Danilo (Chay Suede) fará – incluindo cometer assassinatos – a criadora da novela não descarta uma salvação da personagem. “Acho que terá ao menos uma redenção, mas isso é segredo”, confessou Manuela. Amo!

Thelma de mal a pior

Para a atriz, Thelma “não suporta a ideia de Danilo descobrir que sua verdadeira mãe é a Lurdes”, o que a leva a crer que as coisas ficarão mais sérias até para sua amiga, Jane (Isabel Teixeira). “Aparentemente, elas são grandes amigas, mas Thelma é capaz de eliminar tudo e todos que possam saber demais de seus segredos em relação ao filho”, opinou a estrela. Vixe… Jane que se cuide!

Jane será assassinada por Thelma após suspeitar de envolvimento da amiga na morte de Rita. (Foto: Reprodução/TV Globo)

De qualquer forma, tanto Esteves, quanto Dias, apreciam os resultados da narrativa da dona do restaurante. “É um personagem dificílimo. Mas meu desafio é esse. É para isso que me dedico há tantos anos”, contou a eterna Carminha. Enquanto isso, a autora reconheceu o apelo da mãe possessiva: “A Thelma é uma vilã sonsa, amável, quietinha… Isso faz com que as pessoas tenham ainda mais ódio dela”.

Futuros mistérios

Quanto ao futuro da trama, Adriana não vê possibilidade de um romance de sua personagem com Durval (Enrique Diaz), o grande amigo. “Acho que não. Acho que a personagem, com tantos medos e culpas, não terá paz para viver algo tão bonito, como o amor”, sugeriu ela. Mas ela espera ansiosamente pelo desfecho: “Tenho certeza que o público ficará mais na expectativa do que nunca. Isso será uma novidade na história das telenovelas. E o desfecho da trama na segunda fase será melhor ainda”.

Manuela, por sua vez, deu mais detalhes do que há de vir: “Thelma vivia em paz dentro da sua redoma de segurança com o filho. Agora, está completamente ameaçada. O término da primeira fase marca uma passagem sem volta para ela”. Segundo ela, isso levará a um “recomeço para a história e vai aproximar mais ainda as protagonistas”. 

Depois de acabar com casamento de Danilo e Camila, Thelma terá uma verdadeira guinada como vilã. (Foto: Reprodução/TV Globo)

A partir de segunda-feira que vem (23), entrará uma versão compacta de ‘Fina Estampa’, exibida originalmente em 2011, na faixa horária. A escolha chama atenção por se tratar de uma trama assinada por Aguinaldo Silva — desligado recentemente pela emissora — e estrelada por José Mayer — demitido por acusações de assédio. Para deixar o telespectador curioso com a segunda parte de ‘Amor de Mãe”, a Globo tratou de editar os capítulos desta semana.

Saiba mais sobre os acontecimentos intensos do capítulo de sábado (21), clicando aqui.