Amor de Mãe: BOMBA! Identidade de Domênico, filho perdido de Lurdes, finalmente vem à tona… e é chocante! Confira

OMG! As buscas por Domênico, o filho perdido de Lurdes (Regina Casé), finalmente terão um resultado em “Amor de Mãe”! De acordo com a colunista Patrícia Kogut, do jornal ‘O Globo’, a identidade do menino que foi vendido na infância é ninguém menos que Danilo (Chay Suede), o filho de Thelma (Adriana Esteves).

Quem fará a descoberta será a própria comerciante nos próximos capítulos da novela, ao ser convidada por Lurdes para o aniversário dela em sua casa. Ali, Thelma verá uma foto da criança perdida e reconhecerá seu filho adotivo!

Na festa, a família de Malaquitas organizará uma retrospectiva para a aniversariante e um vídeo será exibido com várias fotos dela e dos filhos. Em um determinado momento, Domênico aparecerá em uma imagem registrada pouco antes de ser vendido pelo pai.

Thelma reconhecerá o filho adotivo de cara! (Foto: Reprodução/TV Globo)

Thelma ficará em choque ao reconhecer Danilo imediatamente. A esta altura, como contamos aqui, o jovem já terá descoberto que foi adotado. A dona do restaurante, inclusive, contratará uma mulher para se passar por mãe biológica dele e tratá-lo com desprezo.

Pelo jeito, a personagem de Adriana Esteves não revelará o segredo para a amiga logo de cara, né? Mas já estamos ansiosos para ver como a descoberta impactará na trama, já que Danilo é casado com Camila (Jéssica Ellen), filha adotiva de Lurdes.

Mesmo sem saber a verdade, Danilo e Lurdes já dividem momentos de ligação na história (Foto: Reprodução/TV Globo)

Na novela escrita por Manuela Dias, Lurdes estava em trabalho de parto de Érica, sua caçula, quando Jandir (Daniel Ribeiro), seu marido e pai de seus quatro filhos, vendeu Domênico aos dois anos para um traficante de crianças do Rio de Janeiro.

Quando a babá descobriu o ocorrido, saiu da cidade com os três filhos e, no caminho, encontrou uma criança recém-nascida abandonada na estrada. Foi assim que Camila entrou para a família. Lurdes se estabeleceu no Rio de Janeiro desde então, onde criou a família apesar das dificuldades e, mesmo após 26 anos, não desistiu de encontrar o filho perdido.