TV / Séries

‘O Tempo Não Para’: Betina arma plano para matar Marocas, revela coluna

Victoria Nascimento - Publicado em 14/09/2018 às 16:22
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Não existe dor de cotovelo mais longa que a da Betina, personagem de Cleo Pires em ‘O Tempo Não Para’. A moça perdeu o bofe, Samuca, faz tempo mas continua perseguindo a atual dele. Decidida a acaba com a vida de Marocas, sua rival, ela vai até apelar para “serviços corporais”. Como assim?

A vilã de ‘O Tempo Não Para’ vai seduzir Lalá (Micael) e tentará convencê-lo a matar sua rival. O gigolô ficará de quatro pela executiva, mas a ideia de cometer um homicídio o deixará em pânico. “Você gosta de mim, Lalá?”, perguntará Betina, em meio aos amassos com o bonitão.

Seguuura esse coração partido, Betina! Foto: Reprodução TV Globo

“Fico doido”, responderá ele, com desejo. “Me ama? Faria qualquer coisa por mim, por esse amor?”, insistirá ela. “Tudo e mais um pouco”, prometerá o boyzão. A “pirada”, então, fará a proposta do pacto assassino. “E matar? Você é capaz de matar por mim, Lalá?”, pressionará, pegando o rapaz pelos cabelos. “Responde. Você mata por mim? Hein, Lalá? Mata ou não?”, continuará ela. QUE MEDO!

Todo trabalhado na erupção hormonal kkk, ele responderá: “Faço qualquer coisa, faço tudo”, responderá. “Você é como todo homem, promete e não cumpre. Só quer se aproveitar. Canalha, cafajeste, covarde”, desafiará Betina. Nessa cena, segundo o colunista Daniel Castro, a personagem de Cleo deixará o boy louco, mas só vai revelar o plano mais tarde.

Ela receberá o gostosão no cafofo e dirá: “Preciso de você. Quero que você dê um fim na Marocas”. Meio perdidão, ele vai responder: “Quer que eu… Apague a mina? Você tá ligada que eu nunca matei nem uma mosca. Não sou assassino”, completará ele apavorado.

**Leia também: O Tempo Não Para: Marocas descobre segredo de Samuca e termina noivado

“Pra tudo tem uma primeira vez. Você disse que faria qualquer coisa por mim”, cobrará Betina. Lalá, no entanto, negará a proposta. “Nunca matei. Nem vou matar”, sentenciará. “Você é um covarde! Achei que podia transformar você numa pessoa minimamente civilizada. Um cavalheiro. Mas você é uma anta. É caso perdido. Não vai servir pra nada, porque é um inútil. Ralé! Um lixo humano”, detonará ela, descontrolada. Será que ela vai convencer alguém a seguir esse plano?