Participante brasileira do ‘Big Brother Portugal’ confronta regra da produção, irrita apresentador e recebe punição: “Prefiro sair”; Assista

A atual edição do “Big Brother Portugal” está sendo bastante polêmica! Uma decisão feita ontem (7) por Ana Catharina, participante brasileira do jogo, deu o que falar na web. A produção do reality impôs uma regra que imunizou os homens da casa durante a semana, obrigando então que apenas as mulheres fossem votadas.

Incomodada, Ana confrontou o apresentador Cláudio Ramos e se recusou a indicar uma companheira para a berlinda. Em seguida, ela foi lembrada pela direção da atração que assinou contratos antes de embarcar na competição, aceitando seguir todas as imposições do jogo.

“Sim, mas essa regra eu não concordo. Eu não vou votar em nenhuma mulher. Eu não estou de acordo com a regra, então eu prefiro sair. Eu teria alternativas se não fosse a regra do ‘Big Brother’, teria homens pra nomear”, disse a moça, batendo o pé. “Sabemos que é difícil. Todos nós sabemos de seus princípios, mas hoje estão todos no mesmo barco. As regras são iguais para todos. Jogue o jogo”, pediu a produção. “Não vou nomear nenhuma mulher no ‘Big Brother'”, insistiu ela.

Desnorteado, Ramos deu sua opinião sobre o caso, enquanto aguardava um posicionamento da direção. “Acho que a decisão da Catharina ajuda muito pouco a causa [feminista], porque, de certa forma, está diminuindo as mulheres ao não votar nelas, como se elas não pudessem se defender diante de um país inteiro. Acho que se as mulheres forem à votação, o país decide qual delas fica e qual delas sai. Ana não iria eliminar ninguém, iria só indicar, mas é uma decisão sua”, comentou.

Por fim, Ana foi automaticamente emparedada por descumprir as regras e está nas mãos do público. Segundo a revista portuguesa Nova Gente, quem não gostou muito dessa decisão foi o apresentador da atração. “Fiquei muito zangado com a Ana Catharina. A decisão não era minha, quem manda é o Big Brother, mas se fosse minha, ela automaticamente teria saído”, declarou ele à imprensa.

Antes da polêmica formação do paredão, aconteceu o resultado de outra berlinda entre Hélder, Diogo e a própria Ana. “A Ana Catharina sabe que no ‘Big Brother’, em qualquer lugar no mundo, incluindo no Brasil, os homens nomeiam as mulheres e as mulheres nomeiam os homens. O que mais me chateou foi que ela ignorou que os portugueses a salvaram meia hora antes. Considero uma falta de respeito, não concordo! O que ela fez hoje, para mim, foi um absurdo, não deveria ter feito”, acusou Cláudio.

O eliminado da vez foi Hélder Teixeira, participante que ainda em maio, fez comentários homofóbicos e sexistas e advertido pelo programa. O rapaz foi colocado em um “paredão” próprio, no qual o público precisava decidir se ele seria ou não expulso, e acabou permanecendo no jogo. Ontem, entretanto, recebeu 44% dos votos e deixou a casa. Confira: