PERFEITAS! Gretchen canta ao vivo pela primeira vez na Globo e coloca Fátima Bernardes para dançar “Conga Conga Conga”; vem assistir!

Rainha que é rainha faz assim! Gretchen participou no “Encontro com Fátima Bernardes” nesta quinta-feira (19) e fez história ao cantar ao vivo pela primeira vez na Globo e colocar a apresentadora do programa pra dançar e até ~bater cabelo~.

Antes de apresentar seu hit “Conga, Conga, Conga”, Gretchen admitiu que sempre usa playback. “Eu não canto ao vivo em lugar nenhum. Sempre faço com playback”, confessou a musa.

Entretanto, ela abriu uma exceção no programa por um motivo bem especial. “A única banda que já tem minhas músicas ensaiadas e que a gente faz ao vivo é a Banda Ploc, que é da festa dos anos 1980 e eu amo de paixão. E eu falei: ‘Se for com a Banda Ploc, ok”, explicou a cantora.

Fátima concordou, afirmando que todas as performances do programa são feitas ao vivo e, por isso, decidiu convidar a banda para deixar Gretchen à vontade. E deu certo! A rainha dos memes até ganhou um super elogio de Alice Wegmann, outra convidada do programa: “Perfeita, sem defeitos!”. Assista abaixo:

Logo após a apresentação, o momento ficou ainda melhor! A cantora botou o rebolado pra jogo e ensinou a coreografia do hit à Fátima Bernardes. “A gente vai virar meme!“, brincou Gretchen. “Não tem problema, amiga, aqui também estou sempre fornecendo material para a internet”, respondeu a apresentadora. “Nunca erraram!”, elogiou Wegmann novamente.

Apesar da descontração do Encontro, Gretchen abordou um tópico sensível na conversa com os outros convidados. O programa estava discutindo relacionamentos obsessivos sob o ponto de vista da personagem Dalila, de Alice em “Órfão da Terra” e a morena revelou que já passou por isso.

“Eu já fui a outra parte, eu já vivi um relacionamento obsessivo. Ele mandava os seguranças irem comigo para a faculdade. Eles me levavam, ficavam na porta da faculdade me esperando, porque eu não podia nem entrar nem sair da faculdade sozinha”, relembrou.

“Eu realmente vivia em uma cela de ouro. Eu tinha tudo, mas não podia sair de casa. Para ele poder se satisfazer, ele precisava que eu voltasse pedindo: ‘Olha, tá bom, eu vou aceitar'”, refletiu Gretchen antes de acrescentar que “o relacionamento obsessivo normalmente gera a violência doméstica”.

Por fim, a cantora falou sobre como foi difícil sair da relação abusiva. “Para eu terminar esse relacionamento, eu tive que fugir, literalmente, de casa”, revelou ela.