Repórter do “Cidade Alerta” rebate comentário homofóbico ao vivo e diz que vai entrar com processo: “O senhor é um criminoso”; assista

O jornalista Tarcis Duarte se indignou ao ler um comentário homofóbico enquanto estava no ar no programa “Cidade Alerta” esta semana. Ele está cobrindo as férias da titular Luciana Leite na filial da Record em Minas Gerais e ficou em choque com o que leu de um telespectador.

O programa é exibido na TV e também transmitido pelo Facebook. A rede social permite que os internautas interajam ao vivo com o apresentador e era isso que Duarte estava fazendo quando se deparou com uma ofensa de um homem que se identificou como José Neto. “Não acredito que eu estou lendo isso. Vou até printar para ter provas depois”, reagiu Tarcis, antes de perceber que o comentário havia sido deletado.

Ele não se deixou abalar e mandou um recado bem direto para o responsável, chamando-o de criminoso. “Senhor José Neto apagou o comentário, mas eu tenho certeza que o senhor ainda deve estar assistindo, então vou te dizer que eu, Tarcis Duarte, pessoalmente, faço questão de processá-lo pelo o que senhor comentou aqui. Faço questão”, afirmou ele para as câmeras.

O repórter seguiu, explicando os motivos de sua decisão. “Sabe por quê? Isso que o senhor comentou aqui não me ofende de maneira alguma. Não me tira o sono. Mas eu tenho a obrigação de fazer isso como cidadão. O nosso país demorou tantos anos pra ter coerência jurídica a ponto de, hoje, considerar pessoas homofóbicas como o senhor como criminosos. Eu faço questão de juntar o maior número possível de informações para estar com o senhor num Tribunal porque hoje a gente pode dizer, sim, que o senhor é um criminoso”, declarou ele, mencionando a aprovação da criminalização da homofobia pelo Supremo Tribunal Federal em junho deste ano.

Tarcis, então, disse que processá-lo não era um capricho, mas, sim, seu dever como cidadão. “Não só eu, como qualquer cidadão de bem, tem que cobrar para que a lei seja cumprida. Ah, e não vem dizer que eu tô fazendo tempestade em copo d’água, não, porque a homofobia em si é uma tempestade tão devastadora que qualquer gota a mais que cai, faz a diferença, viu?”, finalizou. Assista ao momento abaixo:

Ao “Notícias da TV”, o apresentador deu mais detalhes da repercussão do caso. No entanto, ele não quis reproduzir a mensagem que leu. “Era uma fala que incitava o ódio e a violência contra homossexuais de uma forma tão absurda, que eu não acho que vale explicitar o que foi escrito”, desabafou ele.

Repórter da TV Paranaíba desde 2018, Duarte ressaltou que ficou feliz ao ver a mobilização da equipe com o ocorrido. “Assim que eu terminei de falar, a direção já tava no estúdio para me dar o apoio necessário. O inspetor de jornalismo já acionou a equipe jurídica e técnica para tomar as providências, pegaram o tablet, etc. Sinto um orgulho muito grande de trabalhar em um local que me deu esse suporte”, destacou o âncora.

No programa do dia seguinte, nessa quinta-feira (17), ele fez um comunicado sobre o caso, agradecendo a repercussão positiva em torno de sua atitude. “Fomos todos surpreendidos por uma mensagem que incitava o ódio e a violência. Desde então foram muitas as mensagens de apoio e de carinho. E é por isso que eu não poderia deixar de começar esse programa hoje agradecendo. Fica aqui o meu, o nosso, muito obrigado. As providências necessárias já estão sendo tomadas por toda a equipe da TV Paranaíba. Seguimos”, discursou Tarcis.

Ele publicou o vídeo em seu Instagram pessoal com a legenda: “Outras lutas virão. E estaremos preparados!”. Confira:

View this post on Instagram

Outras lutas virão. E estaremos preparados!

A post shared by Tarcis Duarte (@tarcisduarte) on