Reporter Capa

Repórter encontra criança de um ano enquanto cobria o desaparecimento, e se emociona: “Ainda estou abalado”; assista

Olha essa história! Na madrugada de terça-feira (22), na Itália, ocorriam buscas incessantes por Nicolas Tanturli, de um ano e nove meses, que desapareceu enquanto os pais dele dormiam na cidade de Palazzuolo sul Senio, na região de Florença. Ele foi encontrado nesta quarta-feira (24), pelo repórter da TV Rai, Giuseppe Di Tommaso, que estava cobrindo as buscas no local.

O pequeno foi achado no meio da mata, a três quilômetros de sua residência. O jornalista estava reportando o caso, quando escutou alguns barulhos próximos da casa de Nicolas. Ele o encontrou em um desfiladeiro com cerca de 25 metros de profundidade. Ao avistar a criança, Giuseppe correu para ajudá-la.

“A emoção foi enorme, ainda estou abalado. Eu estava no carro da emissora e comecei a passar mal, e pedi para pararem um pouco. Foi aí que ouvi uma voz no fundo do desfiladeiro. Pensei que fosse uma alucinação, mas comecei a falar e descer para ver o que era”, contou Tommaso para a agência de notícias italiana ANSA. Assista ao momento emocionante: 

Continua depois da Publicidade

Enquanto descia para averiguar o que estava acontecendo por lá, Giuseppe chamava pela criança, que parou de responder por um momento: “Depois ouvi um choramingo mais alto e esperava ver um animal, mas aí apareceu Nicolas, com a cabecinha entre o matagal. Ele disse ‘mamãe’, e me aproximei. Ele me abraçou imediatamente”. 

Nicola2
Giuseppe Di Tommaso foi o repórter que encontrou Nicolas em um matagal (Reprodução/Instagram)

Giuseppe levou o garoto para a polícia militar que o entregou para a mãe. Tanturli está bem, apesar do susto. Por precaução, ele foi de helicóptero até um hospital em Florença para alguns exames médicos. A cidade inteira parou para ajudar nas buscas, incluindo mergulhadores do corpo de bombeiros, que procuraram pelo pequeno em um lago local. O prefeito de Palazzuolo sul Senio, Gian Piero Moschetti também se pronunciou sobre o caso: “Essa é uma verdadeira vitória do Estado, de uma máquina que funcionou de maneira eficiente e de uma comunidade inteira.”

O jornalista, por fim, falou o que sentiu ao resgatar Nicolas, considerando “o dia mais feliz” de sua vida. “É um momento emocionante. Estou feliz e orgulhoso. Sobretudo, é um belo reconhecimento da minha vida e da minha carreira achar um menino de 1 anos e nove meses desaparecido”, concluiu.