Dexter New Blood

Dexter – New Blood: Final é detonado por fãs e gera revolta na web: “É pior do que o lenhador!”

Revival do programa foi aclamado ao longo de toda a temporada, mas deixou o público indignado com morte de personagem querido

[ALERTA DE SPOILERS] Essa festa virou um enterro… literalmente! O revival de “Dexter”, agora com o subtítulo “New Blood”, chegou ao fim nesta segunda-feira (10). Os fãs da série estavam empolgadíssimos com o projeto, principalmente com a possibilidade de assistirem a um desfecho melhor do que aquele da oitava temporada, quando Debra (Jennifer Carpenter) morreu e Dexter virou um lenhador. Bom, o pior aconteceu: o novo final deixou todos ainda mais revoltados! O protagonista interpretado por Michael C. Hall morreu pelas mãos do próprio filho, Harrison (Jack Alcott).

Neste novo capítulo da história do serial killer, ele assume uma nova identidade para viver na cidadezinha de Iron Lake, em Nova Iorque. Porém, quando vários desaparecimentos acontecem no local, o lado obscuro de Dexter vem à tona mais uma vez, junto com novos assassinatos. No último episódio, o personagem é preso quando Angela (Julia Jones) descobre que ele é o responsável pela morte de Kurt (Clancy Brown), e consegue enquadrá-lo de uma forma que seu destino terminaria com uma pena de morte.

Ao longo da temporada, Dexter e Harrison conseguiram reconstruir sua relação, e o serial killer até confessou para o filho sobre seu “Passageiro Sombrio”, algo que o adolescente também julgava ter. Na cela, Dexter consegue assassinar o sargento Logan (Alano Miller) com a intenção de fugir — quebrando, assim, seu próprio “código de ética”. O protagonista ainda usa o telefone do oficial para ligar para o filho. Os dois se encontram e, embora Dexter tenha planos para fugir ao lado do herdeiro, o rapaz percebe que o pai cometeu mais um crime ao vê-lo com sangue nas roupas. Logo ele “liga os pontos” e entende o que aconteceu, concluindo também que Dexter matou um homem inocente — algo inaceitável, na visão de Harrison.

Continua depois da Publicidade

“Não havia outra maneira. Era a única maneira de voltar para você”, defende-se o protagonista. Harrison diz que o serial killer precisa se entregar, mas ele responde que receberá a pena de morte. “Talvez você mereça”, devolve o rapaz. O protagonista então sinaliza que irá embora sem o filho, mas Harrison aponta o rifle em sua direção. Já tomado pelos traumas passados, o adolescente culpa o pai pela morte da mãe e Debra. “Você está certo. Você merece o melhor. Uma vida melhor. Um pai melhor”, admite Dexter, antes de levar um tiro e cair na neve. Debra, que nesta temporada aparece como a consciência do personagem, segura a mão do personagem. Chocante, né?!

Em entrevista ao Deadline, o showrunner do programa, Clyde Phillips, revelou que “New Blood” já nasceu com esse desfecho em mente. Inclusive, foi exatamente isso que convenceu Michael C. Hall a reprisar o papel. “Nós sabíamos que isso tinha que acontecer, e acho que tinha que acontecer tanto para o público quanto para o personagem. Vê-lo ser pego outra vez e sair ileso é um desserviço ao público. E eu acho que há uma certa verdade na autenticidade dessa narrativa”, defendeu. “A forma como esta temporada acaba ressoa em mim. Parece justificável. Ainda que pareça meio triste, eu espero que a audiência curta a ressonância da morte de Dexter pelas mãos de seu filho”, também comentou Michael em entrevista para o jornal Los Angeles Times.

Continua depois da Publicidade

A gente tem a resposta para você, Michael: não gostaram, não! Kkkk Pelo contrário, os admiradores estão completamente revoltados com o que viram nas telinhas hoje, talvez mais do que ficaram com o final original, quando Dexter foi embora de Miami, traumatizado pela morte da irmã. Para se ter uma ideia, o revival estava sendo super aclamado no IMDb, com notas médias entre 8,5 e 9,7. O último episódio ficou com a nota 4,6 — coincidentemente ou não, a mesma alcançada pela series finale em 2013.

Continua depois da Publicidade

Uma rápida pesquisa no Twitter também mostra o desagrado do público com o desfecho executado. “O que me faz rir é que Clyde Phillips disse que o final seria satisfatório. Satisfatório para quem, Clyde? Talvez satisfatório para quem assiste ‘Dexter’ apenas por diversão, mas não para quem é um verdadeiro fã”, reclamou um perfil de fã-clube do programa. “Eu vou dizer com responsabilidade, VOCÊ FERROU COM TUDO! A oitava temporada é o meu final para ‘Dexter’! A série está na minha TV há 2 DÉCADAS E AGORA ISSO! Vou continuar assistindo às primeiras oito temporadas e esquecer #DexterNewBlood!”, disparou outro usuário. Xiii… Deu ruim, né?!

“Imagine ficar fora do ar por 8 anos. Prometendo um final melhor, e sendo pior do que o final que todos odiaram na primeira vez. Ótimo trabalho, caras. Que maneira de trazer de volta um personagem amado”.

“‘Vai ser surpreendente, inevitável e vai explodir a internet. Eu pessoalmente acho a melhor coisa que escrevi.’ Vou precisar que Clyde Phillips nunca mais escreva se este foi o seu melhor”.

“‘Dexter teve o pior final de todos os tempos’
‘Dexter New Blood’: SEGURE MINHA CERVEJA”

“Cara, eu nem consigo [falar]. Michael C. Hall é para sempre uma lenda. Ele incorporou o personagem Dexter Morgan que todos nós amamos por muitos anos. Esse [episódio] me bateu tão forte, cara. Eu te amo para sempre”.

“Disseram que o final iria explodir a internet… mas o que não disseram é porque… PORQUE É PIOR QUE O FINAL DA 8ª TEMPORADA”

Continua depois da Publicidade

“Estou chocado e certamente não vou deixar de amar minha série favorita, grande parte da minha vida só pelo seu final, mas… se você é um verdadeiro fã de Dexter, esse final vai te deixar doente”.

“Estou convencido de que eles só trouxeram #DexterNewBlood de volta para nos machucar novamente”.

“Como eles conseguiram fazer um final pior do que o final do lenhador? Acabei de terminar a finale de ‘Dexter – New Blood’ e é verdade. É pior do que o lenhador. Tantos furos. Tão corrido. Minha decepção é imensurável e meu dia foi arruinado”. 

“Risos, não faz sentido. Deveria ter mantido o final do lenhador a essa altura”. 

“Aquele final do lenhador parece muito bom agora, hein?”

“Nunca achei que diria isso, mas eu preferi ver o Dexter terminando como um lenhador”. 

Relembre a entrevista de Hugo Gloss com Michael C. Hall sobre a estreia de “Dexter: New Blood”: