Emily em Paris: Franceses detonam nova série da Netflix e apontam clichês e estereótipos “deploráveis”: “É a imagem completamente errada de Paris”

Desde que estreou sexta-feira (2) na Netflix, “Emily em Paris” conquistou muitos fãs e espectadores. No Brasil, a série está em primeiro lugar entre as produções mais vistas da plataforma. No entanto, apesar de ter como pano de fundo a Cidade Luz, parece que a atração não agradou muito os franceses, que não gostaram nadinha de serem representados por “estereótipos” e “clichês”, em suas próprias palavras.

“Emily em Paris”, estrelada por Lily Collins e criada por Darren Star (“Sex And The City”), conta a vida de uma jovem norte-americana chamada Emily, que vai trabalhar em uma empresa parisiense de marketing. Sem falar absolutamente nada de francês, ela enfrenta problemas para conquistar seus colegas de trabalho, além de viver aventuras amorosas com franceses charmosos — incluindo um vizinho comprometido. Além disso, Emily cria um Instagram para mostrar sua vida em uma das cidades mais famosas do mundo, e logo vira uma digital influencer com 20 mil seguidores. Confira o trailer:

Entre os críticos franceses, a série causou polêmica, sendo classificada como “embaraçosa” e “deplorável” pelos antigos clichês. “É a imagem completamente errada de Paris”, disse o site AlloCiné, acrescentando que a série é “ridícula e mal atuada”. “É apenas deplorável, eu me pergunto por que atores franceses aceitaram atuar na série”, escreveu o veículo.

Outro site, o Les Inrocks, disse que Paris sequer podia ser reconhecida na série, afirmando que “Emily em Paris” estava mais condizente com o desenho “Ratatouille”. Já o Sens Critique não poupou palavras para descrever a produção: “Os roteiristas podem ter hesitado por dois ou três minutos em colocar uma baguette embaixo do braço de cada francês, ou até uma boina para distingui-los claramente, mas por outro lado, todos eles fumam cigarros e flertam até a morte”. 

Continua depois da Publicidade

“Raramente nós tínhamos visto tantos clichês na capital francesa desde os episódios parisienses de ‘Gossip Girl’ ou o final de ‘O Diabo Veste Prada'”, escreveu o RTL. O crítico Charles Martin, do site Premiere, chamou atenção para o fato de que todos os franceses são descritos como atrasados, preguiçosos e sexistas. “Nenhum clichê é poupado, nem mesmo o mais fraco”, afirmou.

Apesar dos franceses não terem gostado muito do resultado, a série está sendo bastante assistida — e comentada nas redes sociais. Confira algumas reações abaixo:

“‘Emily em Paris’ foi tão irritante, eu mal posso esperar para mais episódios”. 

“‘Emily em Paris’ é tão clichê e ao mesmo tempo tão viciante, tipo sim, mademoiselle, oui, oui, baguette”. 

“Emily em Paris / Emily que não está em Paris”.

Continua depois da Publicidade

“‘Emily em Paris’ é honestamente bastante engraçada se você quer apenas desligar o seu cérebro e mergulhar nas mesmas piadas não desafiadoras e seriedade levemente embaraçosa, como uma revista de meninas adolescentes de 2005”. 

“Emily postou essa foto no Instagram dela e ganhou 20 mil followers”. 

“Imagina pensar que a Emily aspirava ser a Serena e não a Blair. Faça isso fazer sentido”.

“Meus personagens favoritos em ‘Emily em Paris'”. 

Continua depois da Publicidade

“Eu sabia que ‘Emily em Paris’ tinha puras vibes de ‘Gossip Girl'”. 

“Eu criticando ‘Emily em Paris’: Não tem enredo, personagens superficiais, parece datado mesmo que se passe em 2020. Eu também:”.

“Minha coisa favorita sobre ‘Emily em Paris’ é como essa suposta gênia das redes sociais tem apenas 48 seguidores no Instagram?? Eu absolutamente amo”. 

“Espera — eu descobri por que nós não conseguimos parar de assistir à ‘Emily em Paris'”.