Fotojet (4)

Grey’s Anatomy: Após torcida dos fãs, Sandra Oh revela por que não volta à série: ‘Eu segui em frente’

A 17ª temporada de “Grey’s Anatomy” ficou marcada pelas participações especiais de personagens muito amados pelos fãs, como Derek Shepherd (Patrick Dempsey), George O’Malley, (T.R. Knight), Lexie Grey (Chyler Leigh) e até Mark Sloan (Eric Dane). Com a aparição de figuras tão importantes na trama e a renovação da série para a 18ª temporada, muitos fãs começaram a especular sobre o retorno de Cristina Yang, personagem icônica de Sandra Oh. No entanto, a atriz logo tratou de desmentir os rumores.

Em entrevista ao podcast do Los Angeles Times, “Asian Enough”, divulgada ontem (11), Oh afirmou que os fãs não deveriam ter esperança de ver uma reunião entre Meredith (Ellen Pompeo) e Cristina, pois ela mudou muito e está focada em outros projetos. “É muito raro, eu diria, ser capaz de ver dessa forma o impacto de um personagem. De certa forma, você faz seu trabalho como uma bolha e o deixa ir”, revelou Sandra.

“Eu deixei aquela série, meu Deus, quase sete anos atrás. Então, na minha mente, ela se foi. Mas para muitas pessoas, ainda está muito vivo. E embora eu entenda e ame isso, eu segui em frente”, declarou. “E é também por isso [ter deixado a produção] que eu realmente aprecio a série, quando ainda me perguntam disso”, disse ela.

A atriz interpretou nossa tão amada Cristina nas primeiras 10 temporadas de “Grey’s Anatomy”, antes de anunciar sua saída em 2013. Sua performance no drama lhe rendeu seu primeiro Globo de Ouro, bem como cinco indicações ao Emmy. Apesar do amor pela história de Shonda Rhimes, o reconhecimento que lhe trouxe e de elogiar o programa por ser progressista para a época em que foi ao ar, Sandra notou que a série evitou, deliberadamente, falar sobre injustiças raciais, a despeito do potencial de incorporar o assunto à história.

2c53faff892ef6f25bdc797373be113b
Sandra Oh interpretou Cristina Yang nas primeiras 10 temporadas de Grey’s Anatomy, antes de anunciar sua saída em 2013. (Foto: Reprodução/ABC)

Continua depois da Publicidade

“Uma vez eu queria fazer uma piada muito boa com Sara Ramirez (atriz que interpretou Callie Torres)“, relembrou Oh. “Cristina era ambiciosa e só estava tentando progredir, certo? Então ela estava tentando puxar o cartão tipo, sabe, o cartão POC (pessoa de cor) com a Dr. Torres. Mas não era a hora. Simplesmente não era o momento, e não era a parte do programa. Portanto, não foi nada em que eu realmente me concentrei”, apontou.

Desde então, Oh participou de outros projetos de sucesso, incluindo a série “Killing Eve“, que retornará para uma quarta e última temporada em 2022. Ainda durante o podcast, a estrela encorajou seus fãs a acompanharem seu trabalho, enquanto ela defende mais representação da comunidade asiático-americana em Hollywood. “Por favor, venha comigo para Killing Eve e para [a próxima série da Netflix] The Chair e para outros projetos”, pediu. “Venham ver os personagens que estou interpretando que estão muito mais profundamente integrados na experiência asiático-americana”, incentivou ela.

Ao final da conversa, a atriz ainda debateu o que Cristina faria se estivesse enfrentando a pandemia da Covid-19 ao lado dos médicos do Grey Sloan Memorial Hospital – segundo Sandra, a cirurgiã cardiotorácica estaria tentando abordar as questões sistêmicas na saúde.

“Cristina, como eu imagino todos os trabalhadores da saúde, [estaria] persistentemente na linha de frente tentando resolver os grandes problemas”, declarou Oh. “Esta pandemia [tornou] as lacunas de riqueza ainda mais óbvias e problemáticas, então [Cristina] provavelmente [estaria] atacando os problemas sistemáticos, não apenas o dia após dia”, finalizou. Para ouvir o papo completo, clique aqui. Por aqui, ficamos só na vontade!