Véiculo norte-coreano falou sobre "Round 6". (Fotos: Youngkyu Park/Netflix)

Round 6: Após causar problema para comerciante, Netflix anuncia edição nos episódios para remover detalhe de cenas; entenda

Quem ligou, ligou, quem não ligou, não liga mais! kkkk A Netflix e a Siren Pictures, produtora de “Round 6“, anunciaram nesta quarta-feira (6) que a série, que está prestes a se tornar a produção internacional mais assistida da plataforma de streaming, será editada para remover todas as cenas que mostram um número de telefone real. Isso porque uma sul-coreana alega ter recebido uma avalanche de trotes e mensagens de texto, depois que seu número foi mostrado nas telinhas. Imagina só?

“Junto à equipe de produção de ‘Round 6’, estamos trabalhando para resolver definitivamente este problema com várias medidas, incluindo a edição de cenas em que o número de telefone aparece”, informaram as empresas em comunicado ao The Independent.

O número de telefone aparece em um cartão de visita dado aos personagens da série, que devem ligar se quiserem competir em um jogo que pode deixar um deles muito rico. Entretanto, esse número acabou sendo real e Kim Gil-young, uma mulher que administra um negócio em Seongju, condado do sul do país, não teve mais sossego. Eita!

“Depois da série, tenho recebido chamadas e mensagens de texto sem parar, 24 horas por dia, 7 dias por semana, a ponto de ser difícil continuar com a vida cotidiana. Este é um número que eu uso há mais de 10 anos, por isso estou bastante surpresa. Há mais de 4 mil números que tive que apagar do meu telefone e as pessoas estão sem noção do dia e da noite devido à sua curiosidade, a bateria do meu telefone acaba e o aparelho desliga”, disse ela à emissora coreana Koreaboo em uma entrevista.

“Round 6” se tornou o novo fenômeno da Netflix e telefone real usado em cena causou um problemão para uma comerciante sul-coreana. (Foto: Reprodução / Netflix)

Uma outra pessoa cujo número está a apenas um dígito do número de telefone visto em “Round 6” também está tendo problemas com ligações dos telespectadores. “O estresse das chamadas de brincadeira incessantes está me deixando louco”, contou ao Korea Times.

O fenômeno levou um candidato à presidência da Coreia do Sul, Huh Kyung-young, do Partido Nacional Revolucionário, a se oferecer para comprar o número, indicando que pagaria até US$ 85 mil (mais de R$ 390 mil na cotação atual) para o proprietário, mas não se sabe se a proposta foi aceita. A própria Netflix também teria feito contato com a mulher, oferecendo uma indenização para que ela trocasse de número. No entanto, ela alegou não poder fazer a troca, porque usa o telefone para seus negócios e isso lhe faria perder clientes.

Continua depois da Publicidade

Até o momento, a Netflix ainda não confirmou uma segunda temporada para a série. Em entrevista ao site Vulture, Bela Bajaria, executiva que chefia o setor de TV na empresa, informou que tudo depende da agenda do criador da produção, Hwang Dong-hyuk. “Estamos tentando encontrar a estrutura certa para ele”, contou ela.

Enquanto isso, o sucesso estrondoso de “Round 6” não para de aumentar! Até esta quarta-feira (6), a produção segue no 1º lugar de título mais assistido do dia na Netflix do Brasil. Há rumores e previsões de que a atração se tornará o maior hit da história da plataforma de streaming, tamanho o alcance. Com nove episódios, a série foi lançada em setembro e retrata uma competição de sobrevivência misteriosa e mortal, em que 456 participantes disputam entre si por um prêmio bilionário.

Squidgame Unit 107 0295 (1) (1)
O Líder de “Round 6” poderá ser o centro da narrativa da segunda temporada. (Foto: Divulgação/Netflix)

As provas da competição são compostas por vários jogos coreanos infantis. No entanto, há uma diferença: ao invés de uma brincadeira inocente, quem perde, tem de pagar com sua própria vida. Tenso, viu? Enquanto não temos notícias de uma nova leva de episódios, espia só o trailer da primeira temporada: