Sônia Abrão se emociona ao vivo ao ser avisada da morte de Dudu Braga. (Reprodução; Instagram/ Raquel Cunha; TV Globo)

Sônia Abrão se apavora ao vivo após ser avisada sobre a morte de Dudu Braga, filho de Roberto Carlos: ‘Ah não!’; assista

Que tristeza! Morreu nesta quarta-feira (8), aos 52 anos, o radialista Dudu Braga, filho do rei Roberto Carlos. Ele enfrentava um câncer no peritônio (membrana que envolve a parede abdominal), desde setembro de 2020. A apresentadora Sônia Abrão, amiga próxima de Dudu, se emocionou no “A Tarde é Sua”, após ser avisada, ao vivo, do falecimento.

Abrão estava retornando de um dos intervalos do programa da RedeTV!, quando a produção deu a notícia. “Ah não”, gritou a jornalista ao voltar para a sua bancada. Logo em seguida, ela se mostrou desacreditada e lamentou: “Achei que ele tivesse mal… mas não achei que ele tivesse…”.

A apresentadora não conseguiu concluir o pensamento, mas desabafou com a voz embargada pelas lágrimas: “Nossa, gente, mas não dá pra acreditar nisso…”. Sônia ainda tentou ler a notícia, mas não teve condições de continuar e pediu que um dos comentaristas do programa o fizesse.

Ao longo da leitura, a jornalista, visivelmente emocionada, continuou lamentando a perda do amigo. Em certo momento, ela recordou que conversou com ele na última semana e não pensou que poderia não vê-lo mais. Sônia ainda fez questão de lembrar e mandar as condolências para Roberto Carlos antes de chamar um novo intervalo. Assista ao momento:

Continua depois da Publicidade

Além de Sônia Abrão, o diretor de núcleo da TV Globo José Bonifácio de Oliveira, o Boninho, e o apresentador da Band, José Luiz Datena, também lamentaram a morte com publicações nas redes sociais. “Dudu você foi um guerreiro, lutou contra essa doença bravamente até o final. Vai deixar saudades. Fica em paz! Meus sentimentos à família e ao meu querido amigo Roberto Carlos”, escreveu Boninho.

“Descanse em paz, querido amigo Dudu Braga. Sentiremos sua falta”, disse Datena.

Dudu Braga, que também era produtor musical, lutava há quase um ano contra um câncer irreversível no peritônio. Esse foi o terceiro diagnóstico da doença para o radialista, que venceu duas batalhas contra o câncer de pâncreas em 2019. Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein e deixou a mulher, Valeska, e a filha, Laura, de 5 anos. Ele também era pai de Giovanna, de 22 anos, e Gianpietro, de 17, de um relacionamento anterior.

Registramos os nossos sentimentos à família e aos amigos de Dudu, e que eles encontrem conforto após essa dolorosa perda.