Aviao Ameaca Menino

Menino de 10 anos causa pânico em voo nos Estados Unidos após “pegadinha”; ouça e saiba detalhes

Uma atitude despertou preocupação das autoridades e o avião precisou ser vasculhado pela polícia

Um garoto de 10 anos causou pânico num avião da Alaska Airlines no último domingo (6), nos Estados Unidos. Uma ameaça de sequestro foi comunicada aos passageiros da aeronave e, pouco depois, repassada aos pilotos. Quando até a polícia foi envolvida na história, todos descobriram que se tratava apenas da pegadinha da criança.

O voo estava na parte final do trajeto de Seattle até Orlando, quando as autoridades receberam a notícia de que a aeronave poderia ter sido sequestrada. Segundo o portal ClickOrlando, o piloto não respondeu mais depois que a suposta ameaça foi relatada. Os passageiros, por sua vez, disseram não ter percebido nada fora do normal até o pouso.

Continua depois da Publicidade

Um áudio divulgado pela emissora WKMG News 6 mostrou que, desde o início, a tripulação estava desconfiada da história. “O que aconteceu foi que receberam um AirDrop [mensagem virtual] com uma ameaça nele. Na fileira 28… Eles não sabem quem mandou e ninguém [áudio ininteligível]. Nós acreditamos que é uma ameaça sem credibilidade, mas nós queríamos bloqueá-la só por precaução. Só para reiterar que nós mesmos da companhia e toda nossa equipe acreditamos que isso foi uma piada sem credibilidade via AirDrop sem nenhum registro de identidade nisso,” explicou a equipe do avião.

Ouça ao áudio da tripulação abaixo: [a partir de 1:12]

No fim das contas, o avião conseguiu pousar em Orlando, ficou em uma área distante do terminal, e a polícia pôde iniciar a investigação. Uma hora depois, a tal ameaça foi identificada: a mensagem via AirDrop havia sido enviada através do dispositivo do garotinho, de apenas 10 anos. Ele teria mandado a ameaça para outro passageiro do voo e, assim, dado início ao “caos”.

Continua depois da Publicidade

O menino e sua mãe foram escoltados pela polícia para fora do avião e nenhum crime foi imputado no caso – isso porque a idade mínima para crimes federais envolvendo aeronaves é de 11 anos. “A mãe estava chorando aos prantos, profusamente pedindo desculpas a todos”, contou um passageiro à emissora norte-americana.

Menino Criança Yanapi Senaud On Unsplash
O menino e sua mãe foram escoltados para fora da aeronave. (Foto: Yanapi Senaud On Unsplash)

Passado o susto, a companhia aérea se manifestou sobre o caso e explicou os procedimentos. “Depois que o voo 16 da Alaska Airlines de Seattle pousou em Orlando, o avião estacionou num lugar remoto por causa de uma potencial ameaça que depois foi considerada sem credibilidade. A polícia subiu e liberou a aeronave. O avião continuou para o seu portão e os passageiros desembarcaram normalmente. Nós levamos a segurança a sério e pedimos desculpas pelo inconveniente com nossos convidados”, disse a empresa.