Fotojet (27)

Vídeo viral do TikTok pode ter ajudado a encontrar garota desaparecida há 18 anos; assista e saiba detalhes

Um vídeo que se tornou viral, recentemente, no TikTok pode ter trazido novas pistas sobre o caso da menina Sofia Juarez, sequestrada um dia antes de completar 5 anos de idade, enquanto caminhava perto de sua casa em Kennewick, nos EUA. O crime aconteceu em 2003 e usuários da plataforma acreditam que a agora mulher pode ter sido encontrada em Culiacán, no México.

Ainda em março, um influenciador mexicano publicou o registro de uma conversa que teve nas ruas com uma mulher de 22 anos, mesma idade que hoje teria Sofia. Durante o papo, ela disse não gostar de comemorar aniversários, declarando ainda não saber muito sobre a própria história ou sobre a família, já que foi sequestrada quando criança. “Quero falar pra meus pais virem até mim, porque estou aqui, sequestrada. Não sei de onde sou, não sei se sou daqui ou de lá”, avisou.

@akayalla

¿Será de aká o será de allá? ?#culturageneral #preguntas #culiacan #sinaloa #viral

♬ sonido original – Aká y Allá

Não demorou para que o Departamento de Polícia de Kennewick, em Washington, tomasse conhecimento do vídeo. As autoridades têm recebido dezenas de pistas e buscam contatar a mulher, para que possam fazer um teste de DNA e determinar se ela é, realmente, Sofia. Até então, não tiveram êxito na busca, e os atuais familiares da jovem negam que ela seja a garotinha desaparecida. “Precisamos chegar a uma conclusão razoável para descobrir se é Sofia ou não”, declarou o investigador especial Al Wehner à revista People.

Continua depois da Publicidade

“O rapaz fez a ela uma pergunta qualquer, que faria para outras pessoas. De alguma forma, surgiram questões sobre aniversários, e ela mencionou que achava que tinha 22 anos, mas disse não celebrá-los por causa de um evento traumático que aconteceu com ela quando era jovem. Ela acha que foi sequestrada em uma idade precoce. Ela não sabia se era dos EUA ou do México. E ela tinha esperança de que sua família pudesse encontrá-la”, completou.

Compare uma foto de Sofia, aos 4 anos, com a imagem da mulher encontrada no México:

Fotojet (27)
Parecidas ou não?! (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução/TikTok)

O desaparecimento de Sofia

Sofia Juarez desapareceu na noite de 4 de fevereiro de 2003, um dia antes de completar 5 anos de idade. Segundo relatos de uma testemunha à polícia, a menina teria sido abordada por um garoto hispânico de cabelos escuros e enrolados, enquanto caminhava pela calçada da rua South Washington, local onde ela vivia.

Entre as 21h e 21h15, o garoto, que teria de 11 a 14 anos, supostamente conduziu Sofia em direção a uma van azul claro ou prata/cinza dos anos 1970, sem janelas, que estava parada na rua. O suspeito, que também foi descrito como muito grande para sua idade, ria enquanto a pequena chorava.

Wehner reforçou que o caso de Sofia nunca foi esquecido e disse torcer para encontrar respostas. “Alguém aí sabe de alguma coisa. As lealdades que antes eram devidas às pessoas mudaram ao longo dos anos. Agora é hora de dar um passo à frente”, encerrou. A mãe biológica de Juarez faleceu ainda em 2009, mas o restante de sua família segue numa busca incansável pela menina até hoje.