Fotojet (1)

Atriz de “Doutor Estranho” e marido são condenados por abuso sexual de adolescente; saiba detalhes

Casos aconteceram entre os anos de 2005 e 2008, quando os dois ainda estavam namorando

A atriz Zara Phythian, de 37 anos, e o marido Victor Marke, de 59 anos, foram condenados por cometerem crimes sexuais contra crianças. De acordo com informações da BBC nesta quarta-feira (11), a artista, que participou do filme “Doutor Estranho (2016)”, e o instrutor de artes marciais assediaram e abusaram de uma adolescente, além de ameaçá-la para não denunciá-los à Justiça.

Entre os anos de 2005 e 2008, o casal abusou da garota cerca de 20 vezes, sendo que quando tudo começou ela tinha apenas 13 anos de idade. Os três se conheceram na academia de artes marciais da dupla, em Nottingham, na Inglaterra. Em um dos depoimentos concedidos no tribunal, Marke revelou que também abusou, por conta própria, de outra garota de 18 anos.

A promotoria o colocou contra a parede, apontando que ele e a esposa estiveram em “relações sexuais a três” com a principal vítima quando ela ainda tinha 13 anos. Marke afirmou que o abuso só aconteceu uma vez, e defendeu que Zara não estava envolvida na ocasião. A atriz, inclusive, afirmou durante todo o processo que nunca teve qualquer tipo de envolvimento com a jovem.

O julgamento trouxe à tona que os dois deram bebida alcóolica para a adolescente no primeiro abuso. Quando já estava embriagada, ela foi desafiada a fazer sexo oral no instrutor. Com o tempo, os crimes passaram a ser filmados por Victor e Zara e aconteciam até duas vezes por mês.

Fotojet
Victor Marke e Zara (acima) foram acusados de abuso. Atriz atuou em “Doutor Estranho” ao lado de Madds Mikkelsen (abaixo). Fotos: Reprodução

A promotora Nicole Hepburn disse que o casal foi “exposto como mentiroso” depois que o veredito foi divulgado. Ainda levando em consideração toda a ação, ela aproveitou para incentivar que outras vítimas tomem coragem para denunciar. “Esse abuso pode ter ocorrido há alguns anos, mas isso não o torna menos grave e nem é uma barreira à justiça. Eu encorajaria qualquer um que tenha sido abusado no passado a se apresentar com o conhecimento de que a promotoria levará seu caso a sério”, declarou.

Continua depois da Publicidade

Zara Phythian foi considerada culpada de 14 crimes sexuais, enquanto Victor foi responsabilizado por outros 18 crimes. Entre essas condenações contra o instrutor, a Justiça também incluiu as violações cometidas contra a vítima que Marke citou em seus depoimentos. Apesar dele ter alegado que a mulher tinha 18 anos, foi verificado que ela tinha 15 anos de idade na época dos crimes.

O casal estava em liberdade sob fiança durante todo o julgamento, mas o juiz Mark Watson os manteve sob custódia após os veredictos. “Vocês dois sabem que a sentença que pronuncio em 16 de maio provavelmente será medida por um período considerável de custódia”, adiantou o magistrado no tribunal.