Fotojet (4)

Gabigol é alvo de ataque racista durante jogo contra Fluminense, e desabafa: ‘Até quando?’; assista

O atacante do Flamengo compartilhou um vídeo nas redes em que é chamado de macaco durante o jogo contra o Fluminense, neste domingo (6)

Após a derrota por 1 a 0 para o Fluminense neste domingo (6), Gabigol, atacante do Flamengo, foi alvo de um xingamento racista por parte da torcida adversária. Ao final da partida, o camisa 9 foi vaiado e chamado de “macaco” por alguém da arquibancada, enquanto deixava o gramado do estádio Nilton Santos para ir em direção ao vestiário.

Vídeos do momento passaram a circular no Twitter. “É impressão minha ou chamaram o Gabigol de ‘macaco’? Caso seja isso mesmo, haverá consequências maiores ou só passada de pano com notinha do Fluminense pedindo desculpas?”, comentou Antonio Tabet, humorista e ex-dirigente do rubro-negro carioca. Gabigol, por sua vez, repostou a publicação em seu perfil, junto do seguinte comentário: “Impressão?”.

Não demorou para que o Flamengo se manifestasse sobre o caso. Em nota, o time repudiou “veementemente o episódio lamentável ocorrido na partida deste domingo com o atleta Gabigol, que foi vítima de racismo”. “O clube presta total solidariedade ao nosso atacante. Estaremos sempre ao seu lado, Gabi. Racismo é crime!”, completou o texto.

O jogador respondeu ao comunicado demonstrando indignação com o ocorrido e marcando o perfil oficial da FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro): “Até quando? Até quando isso vai acontecer sem punição? Jamais vou me calar, é inadmissível que passemos por isso! Orgulho da minha raça, orgulho da minha cor! Racismo não”. A federação, por sua vez, afirmou que “lamenta e repudia as ofensas dirigidas a Gabriel Barbosa”, acrescentando que a “competência para avaliar o caso é do Tribunal de Justiça Desportiva-RJ”.

Já o Tricolor disse estar “buscando imagens do estádio”, a fim de auxiliar na apuração do caso e na identificação do autor do crime. Por fim, o clube das Laranjeiras reiterou “que considera intolerável qualquer tipo de preconceito”. Veja o comunicado na íntegra:

“O Fluminense informa que está apurando o episódio em que um torcedor supostamente teria dirigido palavras racistas ao atacante Gabriel Barbosa, ao final da partida deste domingo. O próprio autor da divulgação do vídeo diz que teve a impressão, sem certeza, de ter ouvido as supostas ofensas, e, neste sentido, o Fluminense informa que está buscando as imagens do estádio a fim de auxiliar na apuração da existência ou não do fato e na identificação de eventual autoria. O clube reitera que considera intolerável qualquer tipo de preconceito e se orgulha de manter como lema o ‘Time de Todos’, de respeito ao próximo, independentemente de raça, gênero, credo ou orientação sexual”.