Após causar polêmica em Wimbledon, Meghan Markle é criticada por funcionário do evento: “Pesadelo”

Como contamos anteriormente, a presença de Meghan Markle no torneio de tênis de Wimbledon, na semana passada, causou polêmica entre o resto do público que também foi assistir à partida. A duquesa de Sussex e sua proibição a membros da audiência de tirar fotos dela não foi vista com bons olhos pelos britânicos. Agora, um funcionário oficial do campeonato também está dando a sua versão do caso — e ele disse que o comportamento da norte-americana durante o jogo de sua melhor amiga, Serena Williams, foi um “pesadelo”.

“Foi um pesadelo, ela foi um pesadelo”, contou à revista “The Times” britânica. Apesar dele não ter elaborado o motivo de sua afirmação, outra fonte disse ao veículo que Meghan querer passar despercebida pelo local gerou problemas: “Eles não podiam chamá-la para o camarote real, porque ela estava usando jeans, mas isso não importou, porque tudo o que ela queria era ver Serena jogar. Andy Murray estava na quadra 1 depois, e foi uma tremenda gafe perder o jogo de um britânico, quando ela pertence à família real”. Ou seja, os organizadores ficaram bravos que a duquesa foi ao jogo usando jeans e não passou a tarde inteira assistindo partidas de tênis, kkkk. A gente até que entende Meghan!

(Foto: Getty)

Esta semana, o Daily Telegraph reportou que espectadores do jogo, sentados próximos à duquesa de Sussex, foram instruídos a não tirar fotos dela no local… o que enfureceu o público. Em entrevista ao jornal, a consultora de mídia Sally Jones, que estava sentada na mesma fileira da esposa de Harry, recebeu o aviso de um segurança da realeza para não tirar fotos de Meghan, já que a ex-atriz de “Suits” estava no torneio de tênis por motivos pessoais, fora da agenda real.

“Eu disse a ele que era loucura, e mesmo se eu estivesse tentando fotografar a duquesa, eu teria conseguido apenas uma foto embaçada da orelha direita dela”, revelou Jones. Ela ainda afirmou que a situação “era outro exemplo da maneira boba como querem controlar as coisas”. Para completar, a consultora de mídia afirmou que o segurança estava “bastante envergonhado” de ter sido ordenado a fazer o pedido: “Ele pareceu um pouco confuso sobre por que estava sendo solicitado a fazer tal pedido”. 

No entanto, Jones questionou as ordens, principalmente porque havia muitas câmeras no local: “Além de tudo, havia centenas de pessoas tirando fotos. Eu disse para ele: ‘Você já pensou em falar com algum dessas câmeras de televisão? Ele parecia um pouco desconfortável”. 

De acordo com um informante próximo à realeza, banir pessoas de tirarem fotos não é algo fora do normal. “Não é incomum para pessoas acompanhando membros da realeza, em eventos privados ou públicos, pedirem que o público não tire fotos. É para permitir que membros da família real possam interagir melhor com as pessoas “, revelou a fonte. Meghan foi ao torneio para prestigiar uma de suas melhores amigas, Serena Williams. Durante o jogo, a duquesa ainda homenageou o filho, Archie Harrison, usando um colar com sua inicial.

Detalhes do colar de Meghan no jogo de tênis (Foto: SplashNews)

Nos últimos meses, a busca do duque e da duquesa de Sussex por privacidade tem sido um assunto controverso na terra da rainha. No sábado (7), os papais orgulhosos organizaram um batizado privado para o filho, e divulgaram apenas duas fotos do evento íntimo. O casal também não revelou quem são os padrinhos do pequeno.

Realeza e privacidade são coisas que não combinam muito, né? Ao menos, aos olhos do público, que sempre quer saber tudo…