Advogado de Taylor Swift diz que cantora nunca teve oportunidade de comprar os direitos de seu trabalho durante venda de gravadora para Scooter Braun; entenda!

Eita!!! A treta envolvendo Taylor Swift e os empresários Scooter Braun e Scott Borchetta parece estar longe de chegar ao fim. Após ser divulgado que o novo desafeto público da cantora gostaria de encontrá-la pessoalmente para esclarecer toda a confusão, os advogados da estrela incluíram um novo capítulo na história que reforça as denúncias de que Scooter agiu de má-fé nos trâmites da compra da antiga gravadora da artista.

Em um comunicado enviado para a revista People, o advogado de Taylor Swift, Donald Passman, rebateu a afirmação de Scott Borchetta de que a cantora tinha tido a oportunidade de comprar todo seu trabalho desde o início da carreira. “Scott nunca deu a Taylor Swift a oportunidade de comprar seus discos, ou o selo, com um cheque do jeito que aparentemente está fazendo para os outros”, escreveu.

Procurada pela revista, a gravadora Big Machine Label preferiu não se pronunciar sobre o comunicado. Ainda no domingo (30), quando a confusão foi iniciada, Borchetta usou suas redes sociais para dar detalhes sobre a negociação da venda da empresa para Scooter Braun. No post, ele afirmou ter oferecido um acordo para Taylor Swift em que “ela teria 100% de todos os ativos da marca em seu nome… eles seriam transferidos para ela imediatamente após a assinatura de um novo contrato“, afirmou.

Porém, em seu post de desabafo, Taylor havia explicado que o suposto acordo a obrigava gravar um álbum novo para cada trabalho que ela já produziu. Não bastasse isso, a estrela afirmou que sua relação com Scooter Braun sempre foi conturbada e ela se sentiu atacada por ele diversas vezes ao longo dos anos. “Agora, Scooter tirou o trabalho toda a minha vida e não tive a oportunidade de comprar. Essencialmente, meu legado musical está prestes a ficar nas mãos de alguém que tentou destruí-lo.”, escreveu ela em um dos trechos.

Nesta semana, fãs da cantora resgataram um post controverso que foi deletado dos stories da conta de Scooter que reforçam a teoria de que ele não tem sido muito legal em relação a Tay. No print, o executivo mostra a postagem feita pelo empresário Dave Grutman anunciando a compra da “Big Machine Records” por Braun. A imagem mostra uma notícia publicada em um veículo de imprensa com os seguintes dizeres escritos: “Quando seu amigo compra Taylor Swift“.

A Big Machine Label foi a primeira gravadora de Taylor Swift. O contrato foi assinado quando ela tinha apenas 15 anos, o que ela relatou ter se tornado um problema, já que confiou em Scott Borchetta e ele a traiu. “Isto é o que acontece quando você assina um acordo aos 15 anos com alguém para quem o termo ‘lealdade’ é claramente apenas um conceito contratual. E quando esse homem diz ‘A música tem valor’, ele quer dizer que seu valor é devido a homens que não participaram do processo de criação“, disse.