Famosos

Lady Gaga quebra silêncio sobre as acusações de abuso sexual contra R. Kelly e toma decisão sobre parceria

Raquel Rodrigues - Publicado em 10/01/2019 às 9:52
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Lady Gaga se pronunciou sobre as acusações de abusos sexuais supostamente cometidos por R. Kelly, com quem colaborou em 2013, na música “Do What U Want (With My Body)”, do ARTPOP. Em um comunicado compartilhado nas suas redes sociais nesta quinta-feira (10), a cantora afirmou estar ao lado de todas as vítimas e se desculpou pelo dueto com o músico. Além disso, a diva prometeu remover a canção do iTunes e de todas as plataformas de streaming como forma de apoiar as mulheres que se manifestaram contra o cantor na série “Surviving R. Kelly”.

Eu apoio essas mulheres 1000%, acredito nelas, sei que elas estão sofrendo, e sinto que suas vozes devem ser ouvidas e levadas a sério. O que tenho ouvido das alegações contra R. Kelly é absolutamente horrível e indefensável“, começou Lady Gaga.

Lady Gaga em evento (Foto: Getty)

Como vítima de agressão sexual, eu fiz a música e o vídeo em um momento sombrio da minha vida, minha intenção era criar algo extremamente desafiador e provocante, porque eu estava com raiva e ainda não havia processado o trauma ocorrido na minha própria vida“, escreveu ela em referência à faixa “Do What U Want (With My Body)”.

Se eu pudesse voltar e ter uma conversa comigo mesma mais nova, diria a ela para fazer a terapia como tenho feito desde então, para que pudesse entender o estado pós-traumático confuso em que estava – ou se a terapia não estivesse disponível para mim ou para qualquer pessoa na minha situação – para procurar ajuda, e falar honestamente sobre o que nós passamos“, incentivou a voz de “Shallow”.

Ainda sobre as mulheres que se manifestaram contra a cantora citando alegações de abuso sexual, Gaga disse que entende como elas se sentem. “Não posso voltar atrás, mas posso ir adiante e apoiar mulheres, homens e pessoas de todas as identidades sexuais e de todas as raças, que são vítimas de abuso sexual. Demonstrei minha posição sobre esta questão em muitos momentos ao longo da minha carreira. Compartilho isso não para dar desculpas a mim mesma, mas para explicar. Até que aconteça contigo, você não sabe como se sente. Mas sei como me sinto agora“, continuou a artista.

*Leia também:
— Lady Gaga e Jay-Z se recusam a aparecer em documentário bombástico de R. Kelly e John Legend se pronuncia: “Não vou proteger um estuprador de crianças”
— Lady Gaga revela razão (inspiradora) de não comparecer em nenhuma after party do Globo de Ouro após vitória

A cantora terminou sua nota com um pedido de desculpas. “Removerei a música das plataformas e não voltarei a trabalhar com ele de novo. Me desculpe, tanto pelo meu pobre julgamento quando eu era jovem, e por não falar mais cedo. Eu amo vocês“, finalizou.

Como nós já havíamos falado aqui, a produtora de executiva de “Surviving R. Kelly”,  Dream Hampton, tinha dito que diversos músicos que foram convidados a dar depoimentos na série, mas recusaram a oportunidade, incluindo o nome de  Lady Gaga, em entrevista ao Detroit Free Press.

“A maioria das pessoas simplesmente não quer tocar no assunto”, explicou Hampton. “Eu lembro que o Questlove falou: ‘Eu faria qualquer coisa por você, mas não posso fazer isso’. Não é porque eles defendem o R. Kelly, é porque a situação é muito complicada e difícil. É esse fechar de olhos que o permitiu continuar”, disse a produtora ao Shadow and Act.

Bom, ficamos felizes que Lady Gaga tenha se pronunciado sobre o assunto! Veja um trecho do documentário abaixo. É de partir o coração: