Famosos

Pai de Beyoncé, Mathew Knowles revela como ele e Tina protegeram filha das mãos de R. Kelly: ‘Tínhamos começado a ouvir essas coisas’

Raquel Rodrigues - Publicado em 10/01/2019 às 14:40
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

A imagem de R. Kelly não é boa faz tempo! Mathew Knowles, o pai de Beyoncé, revelou ao jornal Metro UK que a reputação do cantor foi um dos motivos de ter impedido o Destiny’s Child de colaborar com ele. Atualmente, o artista é acusado por diversos casos de abuso sexual na série documental “Surviving R. Kelly”, produzida pelo canal Lifetime.

Na época do convite para a parceria, Mathews gerenciava o grupo e disse que os rumores sobre o artista foram importantes na hora de sua decisão. Mesmo assim, também alegou que recusou a colaboração para o primeiro álbum do Destiny’s Child  porque a canção não era boa o suficiente.

Eu estava lá, e minha ex-mulher Tina também. R. Kelly gostava de gravar tarde, por volta da meia-noite. E o que havia de diferente em seu estúdio era que um dos quartos tinha uma suíte de gravação e ao lado era uma boate, com 40 ou 50 pessoas dançando“, relatou Mathew.

Destiny”s Child no Teen Choice Awards de 2001 (Foto: Getty)

R. Kelly era gerenciado pela Sony, por alguém que não vou citar e, naquela época, eles quase forçavam você a gravar com (os seus) artistas. E R. Kelly não era barato – custava $ 75.000, mais custos de viagem, por isso estamos falando de $ 100.000 para uma música. Eu pessoalmente rejeitei a faixa, porque não achei que fosse uma boa música. Não apenas por causa de sua reputação. Por volta de 1998, tínhamos começado a ouvir algumas dessas coisas“, acrescentou o pai de Queen B sobre a reputação de R. Kelly.

Quando a publicação perguntou a Mathew se os rumores em torno do cantor tiveram um papel fundamental em suas decisões a partir de então, ele disse: “Certamente, era ambas as coisas. As garotas tinham 15, 16 anos. Quando iam ao banheiro, Tina ia junto. A gente não tirava o olho delas“, contou.

Uma fonte do Metro UK disse: “As gravadoras pediam a R Kelly para escrever músicas para artistas emergentes, como forma de ajudá-las a entrar na indústria, e ele fez vários pedidos para o Destiny’s Child. Mathew e Tina rejeitaram todos eles porque eles não o queriam em qualquer lugar perto do grupo e é por isso que eles são um dos poucos artistas a estrear nos anos 90 sem uma música de R Kelly em sua discografia oficial.

No entanto, vale lembrar que o Destiny’s Child gravou uma música escrita por R. Kelly, chamada “Stimulate Me”, que fez parte da trilha sonora do filme Life, de 1999. Segundo informações do jornal, o cantor não estava no estúdio quando Beyoncé, Kelly Rowland, LeToya Luckett e LaTavia Roberson gravavam com o produtor Jermaine Dupri. “Mathew não queria isso em nenhum álbum oficial do Destiny’s Child, então não aparece“. acrescentou a fonte.

*Leia também:
— Lady Gaga e Jay-Z se recusam a aparecer em documentário bombástico de R. Kelly e John Legend se pronuncia: “Não vou proteger um estuprador de crianças”
— Lady Gaga quebra silêncio sobre as acusações de abuso sexual contra R. Kelly e toma decisão sobre parceria

Como já contamos aqui, em 2002, R. Kelly foi indiciado após ser descoberto um vídeo pornô de um homem com uma menina. Segundo testemunhas, ela tinha 14 anos na época da gravação. “Muitas pessoas viram o vídeo, ele estava circulando nas ruas”, John Legend relembrou no recente documentário, segundo a People. R. Kelly e a mulher negaram que o vídeo pertencesse a eles, e o músico nunca foi acusado de estupro. Em 2009, R. Kelly foi inocentado em 21 instâncias em casos relacionados à pornografia infantil.

Em 2017, de acordo com uma reportagem investigativa do Buzzfeed News, R. Kelly mantinha pelo menos seis mulheres em suas propriedades em Chicago e Georgia. Em regime de “escravidão sexual”, elas precisavam atender aos desejos dele e eram punidas se quebrassem as regras — ficando sem comida, água ou sendo proibidas de irem ao banheiro. De acordo com o jornal The Mirror, o cantor está sendo investigado pela polícia após os depoimentos do documentário.

Veja um trecho de “Surviving R. Kelly” abaixo!