Polícia encerra investigação contra Jenelle Evans e o marido e conclui que morte de cachorro foi forjada por publicidade; entenda!

Meu Deus, que reviravolta!!! Por essa ninguém esperava nem nos sonhos mais loucos… Bom, pelo menos a gente acha que sim! Kkkk A novela protagonizada pela estrela de “Teen Mom 2”, Jenelle Evans, e o marido David Eason parece ter chegado a um final, no mínimo, absurdo. As autoridades concluíram que o cachorro de estimação da família não foi morto por David e que tudo não passou de uma armação para atrair a mídia.

Como contamos aqui, a família de Jenelle protagonizou um drama que chocou todo o público que acompanha sua vida desde que ela foi integrada ao reality show da MTV norte-americana. Até então, a história que ela e o marido haviam divulgado era que o bulldogue da família havia sido assassinado cruelmente por David depois que o animal teria “batido” na filha mais nova do casal.

Desde então, a vida de Jenelle Evans virou um verdadeiro caos. As autoridades tomaram conhecimento do caso e resolveram investigar de perto o que estava acontecendo na casa da família. Além de perder o contrato com a MTV, a jovem assistiu seus três filhos serem tirados de casa e suas visitas aos pequenos passaram a ser monitoradas e aconteciam cada vez em menor quantidade.

Porém, de acordo com o E! News, a polícia encerrou a investigação por falta de provas e concluiu que a morte do animalzinho, como foi contada, na verdade foi uma mentira. A ideia era que a história rendesse atenção da mídia para o casal, como uma forma de promovê-los ao conquistar a empatia do público com toda a situação.

Nesta quinta-feira (11), a polícia em conjunto com o serviço de controle de animais divulgou um comunicado sobre o fechamento da investigação. “Os depoimentos de Jenelle eram inconsistentes com o relato original dos eventos ocorridos em 29 de abril. A autora da denúncia avisou que estava dentro de casa com seus filhos na hora do suposto evento. Depois avisou que nunca viu ou ouviu nada que indicasse que David atirou em seu cachorro. Evans avisou que não queria que as investigações continuassem por vontade própria e que ela não estava sendo coagida com esta decisão“, escreveram.

Jenelle avisou que ela não sabe onde está o cachorro. Ela também disse que não sabia se o animal foi baleado, morto ou não. Evans afirmou que a razão pela qual ela apresentou o relatório de crueldade animal para a polícia foi por publicidade e porque ela não sabia onde estava seu cachorro“, afirmaram.

Jenelle Evans e David Eason. (Foto: Getty)

No comunicado, as autoridades também lamentaram o fato de que as falsas denúncias atrapalharam a resolução de casos verdadeiros. “A mídia social pode ser uma ótima ferramenta quando utilizada para interações positivas. Nesse caso, as postagens foram utilizadas para incitar as emoções dos seguidores a ganhar publicidade“, finalizaram.

O casal não se pronunciou sobre a conclusão do caso e nem sobre o comunicado da polícia. Após uma batalha judicial caótica, Jenelle Evans e David Eason conseguiram recuperar a custódia dos três filhos.