Britney Jamie Spears (1)

Caso Britney Spears: Pai da cantora concorda em renunciar ao cargo de tutor; saiba detalhes

O #FreeBritney está mais próximo do que nunca! O TMZ revelou, na noite desta quinta-feira (12), que Jamie Spears, pai da cantora, concordou em renunciar ao cargo de tutor dos bens de Britney Spears. Segundo as informações, o comunicado foi enviado através de documentos legais, também dizendo que ele pretende trabalhar com o tribunal e o advogado da filha em uma transição organizada.

“Não há, de fato, nenhum fundamento real para suspender ou remover o Sr. Spears como tutor e é altamente discutível se uma mudança neste momento seria do interesse da Sra. Spears. No entanto, mesmo sendo o Sr. Spears o alvo incessante de ataques injustificados, ele não acredita que uma batalha pública com a sua filha pela continuação do seu serviço como tutor seria do interesse dela. Assim, embora deva contestar esta petição injustificada para a sua remoção, o Sr. Spears pretende trabalhar com o tribunal e o novo advogado da sua filha para preparar uma transição ordenada para um novo tutor”, informou.

Os documentos ainda reforçam a “paternidade” de Jamie, alegando que tudo o que ele fez foi para a proteção de Britney: “Independentemente do seu título formal, o Sr. Spears será sempre o pai da Sra. Spears, ele irá sempre amá-la incondicionalmente, e irá sempre olhar para os seus melhores interesses”. Segundo o comunicado, o pai veio em socorro da filha quando ela estava “em crise, e precisava desesperadamente de ajuda”, há 13 anos. “Ela não estava só sofrendo mental e emocionalmente, como também estava sendo manipulada por predadores e com dificuldades financeiras. O Sr. Spears veio em socorro da sua filha para a proteger”, disse.

Ele ainda atacou Lynne Spears, mãe da cantora, dizendo que ela teve pouco envolvimento na tutela, quanto mais na vida de Britney. Recentemente, Lynne se manifestou sobre o caso, dizendo que “Jamie é incapaz de colocar os interesses [de Britney] acima de seus próprios, tanto no nível profissional quanto pessoal”.

Jamie Spears pediu para se retirar do cargo de tutor dos bens de Britney. (Foto: Reprodução / Instagram)

Advogado de Britney se manifesta

O TMZ procurou Mathew Rosengart, advogado de Britney Spears, e ele ficou indiferente com a decisão de Jamie de se retirar do cargo de tutor, mas se disse desapontado pelos ataques desferidos nos documentos. “Estamos satisfeitos, mas não necessariamente surpresos pelo Sr. Spears e o seu advogado reconhecerem finalmente que ele deve ser afastado. Estamos, no entanto, desapontados com os seus contínuos ataques vergonhosos e repreensíveis a Sra. Spears e outros”, apontou.

Rosengart ainda informou que, mesmo após o afastamento, as investigações sobre a conduta do progenitor no comando dos bens da filha não param por aqui. “Estamos ansiosos por continuar a nossa investigação vigorosa sobre a conduta do Sr. Spears, e outros, ao longo dos últimos 13 anos, enquanto ele recolheu milhões de dólares dos bens da sua filha, e estou ansioso por tomar o depoimento juramentado do Sr. Spears num futuro próximo. Entretanto, em vez de fazer falsas acusações e dar tiros baratos à sua própria filha, o Sr. Spears deveria afastar-se imediatamente”, finalizou o advogado.

Continua depois da Publicidade

Entenda o caso da tutela de Britney

Em 2008, Britney Spears passou a viver sob tutela gerenciada por seu pai, Jamie Spears, e desde então a estrela não tem mais controle sobre sua própria trajetória. Em setembro do ano passado, um juiz nomeou a gestora Jodi Montgomery como tutora temporária de questões pessoais da artista, depois que seu pai deixou o cargo, alegando “razões pessoais de saúde”. Jamie ainda é responsável por controlar a parte financeira da vida da filha.

Nos Estados Unidos, o status de tutela é decretado por um tribunal para pessoas incapazes de tomar decisões por si mesmas. No caso da cantora, ela passou por um período conturbado em 2007, devido ao descontrole do uso de substâncias ilegais e bebidas alcoólicas, tendo como resultado diversos problemas na justiça, principalmente em relação à guarda dos filhos.

Britney Spears (4)
Britney Spears foi medicada por oito anos contra sua vontade. (Foto: Getty)

Em maio deste ano, a tutela de Britney foi estendida até o final de agosto. Os documentos do tribunal, obtidos pela revista “Us Weekly”, afirmaram que a gestora Jodi Montgomery foi autorizada a seguir seu papel até 22 de agosto. Britney, por sua vez, “expressou que não quer trabalhar novamente, porque não quer continuar a se manter essencialmente sob a tutela”. 

Preocupados com o bem-estar da estrela, fãs de todo o mundo tomaram as redes sociais e até mesmo as ruas com o movimento #FreeBritney. A campanha atingiu o topo dos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil e no globo, e continua sendo um tema recorrente na mídia.