Deborah Secco revela quais cirurgias plásticas já fez e planeja próximo procedimento; Atriz relembra como pediu o marido em casamento; assista!

Um livro aberto! Nesta quarta-feira (11), foi ao ar mais uma parte da entrevista de Deborah Secco à Thais Fersoza. Assim como na semana passada, a atriz assumiu todo seu lado sincerona e revelou as cirurgias plásticas que já realizou, quando deseja fazer a próxima e recordou um período bem difícil de sua vida, ao encarar a depressão.

“Fiz três lipos na vida e duas vezes [cirurgia plástica no] peito, uma aos 20 e poucos e outra agora, depois que a Maria nasceu”, confessou a estrela de “Bruna Surfistinha”. Segundo Deborah, o próximo encontro com o cirurgião já tem a ocasião certa: “Tenho vontade de, depois do segundo filho, tirar a pele”. Aliás, será que vem mais um herdeirinho com Hugo Moura?

Por falar no maridão, Deborah contou que foi ela quem tomou a iniciativa do pedido de casamento. “Estava grávida e falei que queria que minha filha nascesse com a gente casado”, recordou a atriz. Por fim, seu desejo acabou se concretizando: “Tivemos que remarcar a data. Casamos no dia 22 de novembro e a Maria nasceu no dia 4 de dezembro”.

Após participação no drama “Boa Sorte”, Deborah Secco teve de encarar uma fase depressiva. (Foto: Reprodução/Imagem Filmes)

Na conversa, as duas abordaram também a época em que Deborah enfrentou depressão depois das filmagens de “Boa Sorte”, filme de 2014, em que a atriz viveu uma personagem que descobre ser portadora do vírus HIV positivo. “Tive uma depressão depois do filme. Estava no aeroporto e vinha o questionamento: ‘O que estou fazendo aqui?’. Foi uma depressão grande”, relembrou ela, que entrou em contato com vários pacientes terminais para a produção. Delicado…

Assista ao bate-papo sem segredos aqui:

Na semana passada, a mãe de Maria Flor já havia chamado a atenção por seu relato, expondo um romance bastante proibido. “Eu tava numa relação muito ruim com um cara casado, já tava há 10 meses falando que ia se separar”, confessou sobre a situação, que aconteceu após seu divórcio de Roger Flores. “Eu tava muito, muito infeliz… Enfim, um dia cheguei em casa tão triste que eu ajoelhei no chão, rezei para Deus e pedi”, recordou a eterna Sol de “América”.

Deborah abriu o jogo no papo com Tatá Fersoza. (Foto: Reprodução/YouTube)

Deborah também falou de relacionamentos passados nos quais acabou até mesmo sendo infiel. “Eu tinha que trair para ir embora, me apaixonar por outra pessoa, porque parece que eu tinha apego aos maus tratos da relação. Eu tinha apego a relações abusivas. Eu traía para me livrar das pessoas”, admitiu a atriz. Eita! E a musa falou tudo o que pensa, né?

Confira a primeira parte da entrevista: