Engajado! Após vencer prêmio no SAG Awards, Joaquin Phoenix vai de terno para vigília em prol de porcos que serão abatidos: “Obrigação moral”; entenda!

A noite é uma criança… Principalmente se for por uma boa causa! Ontem (19), o ator Joaquin Phoenix faturou mais um troféu de “Melhor Ator”, desta vez no SAG Awards. Ao invés de ir comemorar a conquista em festas luxuosas, o astro do filme “Coringa” foi confortar e oferecer água aos porcos de um matadouro em Los Angeles.

Logo após a premiação, o ator se juntou ao grupo ativista Animal Save na fazenda John Cloughtery Packing Co., onde os animais chegaram para serem mortos. “A maioria das pessoas realmente não conhece as torturas e assassinatos na indústria de carnes e laticínios. Eu já vi o que é, então tenho que estar aqui”, disse Joaquin ainda com o look usado na cerimônia.

“Temos obrigações morais para falar sobre isso e expor como realmente é. Estamos tão doutrinados com essas imagens felizes de animais em fazendas, nas capas de recipientes de carne, em restaurantes, e é uma mentira. Acho que as pessoas precisam saber a verdade e temos a obrigação de fazer isso. Aqueles de nós que viram o que realmente é, temos a obrigação de expô-lo, então eu tenho que estar aqui”, acrescentou em um vídeo para o vlog da ativista Jane Velez-Mitchell.

Presença carimbada em todas as principais premiações da temporada, Joaquin disse que seus amigos atores têm mostrado conscientização com a questão animal. “Há uma mudança que está acontecendo e agora está se tornando inegável. Devagar, mas com certeza estamos chegando lá”, disse esperançoso. “Por mais doloroso que seja quando estamos aqui dando água aos porcos, tenho um certo otimismo em nossa comunidade e como todos estão comprometidos”, completou.

No Globo de Ouro, o jantar servido para as celebridades foi vegano, o que fez Phoenix comemorar publicamente e elogiar a produção. “Achei excelente! Fiquei tão emocionado com a decisão de fazer esta noite à base de plantas. Foi um passo tão importante, os SAG Awards, Critics Choice Awards, Governor’s Ball e tudo o mais que houver necessidade de fazê-lo também. A cultura animal é a terceira principal causa de mudança climática, usa 70% da água do planeta”, explicou.

Não é surpresa o engajamento do intérprete de Coringa nos cinemas com as causas ambientais e animais. No dia 10 de janeiro, ele chegou a ser preso durante um protesto organizado pela atriz Jane Fonda. O movimento exigia ações eficazes para enfrentar as mudanças climáticas.

Joaquin Phoenix momentos antes de ser detido em protesto. Foto: Getty