Fada! Jennifer Garner conseguiu impedir demissão de Ben Affleck de novo filme após ator ter recaída; Saiba como!

Definitivamente, a amizade do ator Ben Affleck com a ex-esposa Jennifer Garner é algo bem especial. Em uma entrevista para a publicação estudantil ’34th Street’, da Universidade da Pensilvânia, o diretor Gavin O’Connor revelou uma atitude da atriz para impedir que o astro perdesse seu papel em um filme.

De acordo com a publicação, faltando algumas semanas para o início das gravações do longa “The Way Back”, em que o ator interpreta um treinador de basquete que trava uma luta contra o alcoolismo, Ben Affleck teve uma recaída com o mesmo problema enfrentado pelo personagem.

Eis que, Jennifer Garner decidiu intervir em prol do ex-marido para que ele permanecesse com o papel. “Sua ex-esposa me ligou e me disse que quando ele foi para a reabilitação, ele levou uma bola de basquete com ele. Ela disse: ‘Gavin, ele está perguntando: por favor, não cancele o filme. Ele realmente quer fazer isso'”, relembrou.

Ben Affleck e Jennifer Garner se divorciaram oficialmente em 2018. Foto: Getty

O’Connor deu o benefício da dúvida e uma semana depois do processo de desintoxicação de Affleck, conseguiu encontrá-lo pessoalmente para uma conversa. “Passamos metade do dia juntos e descobrimos uma maneira de fazer com que isso funcionasse para ele, porque o mais importante era que ele precisava se recuperar e precisava colocar sua sobriedade nos trilhos. Isso estava acima de tudo”, explicou.

O momento delicado acabou impactando na atuação de Ben dentro do set de filmagem. “Ele saiu [da clínica de reabilitação] um dia antes de começarmos a filmar. Então, tivemos um cara muito cru e vulnerável aparecendo no nosso primeiro dia de filmagem”, contou o diretor.

Gavin percebeu que a produção se tornaria um exemplo real de como a “arte imita a vida”. “Vê-lo fazer isso às vezes era difícil, mas também era eufórico, porque esse é o seu trabalho como ator, é acessar essas emoções e ir a lugares honestos, profundos e verdadeiros. Então, sempre me senti muito bem, apesar de doloroso, porque ele estava fazendo seu trabalho muito bem”, confessou.

Durante uma entrevista para a CNN norte-americana, o ator chegou a comentar sobre a experiência nas gravações da película. “Minha responsabilidade como ator é uma performance honesta e, tendo essa experiência e conhecimento específicos sobre o alcoolismo, me senti mais confiante: ‘OK, é assim que isso seria e como seria'”, avaliou. “The Way Back” estreia hoje (6) nos Estados Unidos. A previsão é de que chegue no Brasil em abril.