Kim Kardashian e Kanye West pedem ajuda a Donald Trump para libertar o rapper A$AP Rocky da cadeia na Suécia

Talvez a situação do rapper A$AP Rocky fique um pouco melhor. Ele está preso desde o dia 2 de julho na Suécia com dois membros da sua equipe após ter entrado em uma briga de rua enquanto visitava o país. O rapper está em uma cadeia com condições insalubres e teve vários direitos negados nas últimas duas semanas, o que fez Kim Kardashian entrar no caso para tentar ajudá-lo.

Segundo o TMZ, Kanye West ouviu sobre o acontecimento no começo do mês e implorou para Kim achar uma solução, já que ela estuda o sistema penitenciário americano desde 2018 e conseguiu contatos próximos na Casa Branca em sua luta para libertar pessoas presas injustamente.

A empresária e aspirante a advogada, então, entrou em contato com o genro do presidente norte-americano, Jared Kushner, com quem ela já trabalhou outras vezes. De acordo com o site, Kim atualizou a situação para Jared que levou o caso pessoalmente a Donald Trump.

Fontes do TMZ disseram que Trump acredita que A$AP esteja sendo mantido na prisão de forma injusta e quis ajudar. O Secretário de Estado Mike Pompeo já estava envolvido e “trabalhando incansavelmente para garantir que o caso seja resolvido de modo mais apropriado e justo para um cidadão americano”. Agora, com a entrada de Kim, um membro do Departamento do Estado viajou para a Suécia nessa quinta (18) para tentar tirar o rapper da cadeia.

Pelo Twitter, a Kardashian agradeceu aos esforços de todos que estão ajudando no processo. “Muito obrigada @realDonaldTrump, @SecPompeo, Jared Kushner e todos os envolvidos nos esforços para libertar A$AP Rocky e seus dois amigos. O seu compromisso com a reforma da justiça é muito apreciado”, elogiou Kim.

Entretanto, por enquanto, as perspectivas para o rapper ainda não são muito boas. De acordo com o TMZ, um juiz sueco ordenou que A$AP ficasse na prisão por mais uma semana enquanto os promotores continuam a investigação sobre o caso.

Inicialmente, ele ficaria por apenas três dias, depois o prazo foi aumentado para duas semanas – que deveriam ter chegado ao fim na terça-feira, dia 16 – mas, agora, a decisão final sobre a situação do rapper vai ser definida apenas na próxima quinta-feira, 25. Segundo o site, os promotores dizem que devem manter Rocky atrás das grades porque “ele representa um risco”.

Porém, o homem que começou a agressão contra o rapper e sua equipe não passou um minuto em custódia – mesmo que todo o momento tenha sido gravado em vídeo, postado na conta de A$AP no Instagram. “Nós não queremos brigar, cara. Nós não queremos ir pra cadeia”, o músico diz na gravação. Assista:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por PRETTY FLACKO (@asaprocky) em

Pelo Insta, o rapper ainda escreveu: “Então, alguns viciados em drogas não são meus fãs. Nós não conhecemos esses caras e não queríamos problemas. Eles nos seguiram por 4 quarteirões e estava batendo na bunda de garotas que passavam. Me deem um tempo.”

Como já dissemos, a decisão final deve sair no dia 25 deste mês. Se condenado, A$AP pode ser sentenciado a 6 anos de prisão no país estrangeiro. Tyler, The Creator foi outra celebridade que mostrou solidariedade ao amigo pelo Twitter. “Sem mais Suécia para mim. Nunca”, ele escreveu.

Eita! Que situação tensa, hein?