Mãe de Gugu Liberato recebe telefonema emocionante de Silvio Santos: “Estou muito triste”; saiba detalhes

Na última quinta-feira (05), Dona Maria do Céu, mãe do apresentador Gugu Liberato, recebeu um telefonema de Silvio Santos. Durante a ligação, o chefe do SBT conversou com a senhora e prestou solidariedade, lamentando a morte do amigo, que trabalhou por mais de 30 anos em seu canal.

A notícia foi confirmado pela assessoria de Gugu para a revista Quem. Assim como Augusto sempre mencionou, Dona Maria, de 90 anos, é grande admiradora de Silvio e ficou emocionada com a atitude do mestre da TV. Na conversa, Abravanel confessou estar muito triste e disse que Gugu é merecedor de todas as homenagens feitas pelo Brasil.

Silvio foi informado sobre a morte do colega de profissão pela esposa, Íris Abravanel, no dia 22 de novembro, mesma data em que a família Liberato confirmou o óbito oficialmente. Mesmo abalado, o dono do Baú seguiu com a gravação do quadro “Jogo dos Pontinhos” no dia seguinte, afirmou o site UOL. “Silvio se desligou, não citou o nome de Gugu em momento nenhum”, disse um informante.

Dias depois, ele cancelou a gravação de seu programa em razão do velório de Gugu, mas não compareceu ao evento. Na semana que vem (12), Silvio completará 89 anos, mas a família ainda não definiu se haverá comemoração.

Silvio e Gugu trabalharam juntos por décadas. (Foto: Divulgação/Record/SBT)

O corpo de Gugu Liberato foi enterrado na semana passada (29), sob aplausos e muita comoção, no Cemitério Gethsêmani, no bairro Morumbi, em São Paulo. A cerimônia – aberta ao público – contou com presença de fãs, amigos e familiares de Gugu. O corpo de Liberato chegou ao local após ter sido velado por quase 23 horas na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Rose Di Matteo e o primogênito João Augusto se emocionam no sepultamento de Gugu Liberato (Amauri Nehn/Brazil News)

Gugu teve sua morte confirmada, aos 60 anos, em 22 de novembro, após passar dois dias hospitalizado numa UTI. O apresentador sofreu um acidente doméstico, caindo de uma altura de quatro metros, quando fazia o conserto do ar-condicionado no sótão da casa da família em Orlando, nos Estados Unidos. Levado às pressas para o hospital Orlando Health, Gugu deu entrada no local com um quadro de sangramento intracraniano.

Em virtude da gravidade da lesão neurológica, o apresentador não pôde ser submetido a nenhum procedimento cirúrgico. Como parte dos protocolos norte-americanos para esse tipo de caso, Liberato teve de ficar sob observação durante 48 horas, período no qual se constatou a ausência de atividade cerebral.

“A morte encefálica foi confirmada pelo Prof. Dr. Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família, que após ver as imagens dos exames em detalhes, confirmou a irreversibilidade do quadro clínico diante de sua mãe Maria do Céu, dos irmãos Amandio Augusto e Aparecida Liberato, e da mãe de seus filhos, Rose Miriam Di Matteo”, detalhou o comunicado oficial assinado pela família.

Dona Maria do Céu na chegada do Cemitério Gethsêmani no dia 29. (Amauri Nehn/Brazil News)

Na ocasião, a família autorizou a doação de todos os órgãos, atendendo a uma vontade do próprio apresentador. A cirurgia de retirada foi realizada com êxito na madrugada do dia 24 de novembro. Com o gesto, Gugu teria beneficiado cerca de 50 pessoas.