Meghan Markle quebra protocolos e procura por babás homens e americanos, diz jornal

Se depender de Meghan Markle, o sexismo não terá vez na família real! A duquesa de Sussex teria feito algumas escolhas de características bem fora dos padrões para a pessoa que vai assumir a vaga de babá do bebê real.

Segundo o Mirror, o profissional que vai cuidar do primogênito do príncipe Harry precisa ser norte-americano. Sim, isso mesmo que você leu. O casal está realmente dando preferência para um homem assumir o cargo. “Eles estão interessados ​​em explorar a possibilidade de um babá do sexo masculino. O trabalhador ganhará até 70 mil libras (cerca de R$ 360 mil) por ano, dependendo da experiência“, publicou o portal.

Meghan ainda teria deixado claro que a relação da família com o contratado seria muito próxima desde o início e que não seria mais um funcionário uniformizado no staff de trabalhadores que servem a família real. “Isso tudo é importante para ela, ela nunca escondeu o fato de que ela é ferozmente orgulhosa de suas raízes americanas“, relatou o texto.

Meghan Markle e príncipe Harry. Foto: Getty.

Uma agência em Kensington, em Londres, já estaria trabalhando arduamente na missão de encontrar o homem ou mulher perfeitos para assumir a vaga. A decisão de Meghan Markle, mais uma vez, vai contra duas tradições da família real. A questão do gênero que, provavelmente vai contra o padrão no mundo inteiro, e o fato de não escolher uma babá formada na famosa “Norland College”. A famosa faculdade britânica é responsável por fornecer as “Mary Poppins” da atualidade, sendo sempre a primeira escolha de celebridades e membros da realeza.

A mídia vem noticiando diversas quebras de protocolo da duquesa e reforçando que sua personalidade forte estaria sendo um problema nos bastidores nas residências reais. Já conseguem imaginar Betinha recebendo essas novas notícias?! Porque a gente imaginou e estamos morrendo de rir com esse possível paju! Kkkk