Melhor amiga de Whitney Houston revela ter vivido romance com a diva e relembra presente inusitado de ‘despedida’: ‘Encontrei conforto no meu silêncio’

Segredos revelados! Sete anos após a morte de Whitney Houston, sua melhor amiga, Robyn Crawford, quebrou o silêncio sobre os bastidores da sua relação. Em seu novo livro, “A Song For You: My Life with Whitney Houston”, Crawford expôs memórias de um affair amoroso que teria vivido com a diva! A autora também explicou por que manteve isso em sigilo por tantos anos.

Robyn e Whitney se conheceram em 1980, e nunca mais se desgrudaram. “Nós queríamos ficar juntas, e isso significava só nós duas”, declarou. Hoje, mesmo após tantos anos, seus sentimentos uma pela outra ainda são claros. “Whitney sabe que eu a amei, e eu sei que ela me amou”, contou Crawford. “Nós realmente significávamos tudo uma para a outra. Nós fizemos um voto de nos apoiarmos”, continuou.

Na época, a família de Houston estranhava a intimidade das duas, o que era mais uma pressão sobre as jovens apaixonadas. “Whitney me contou que a mãe dela disse que não era natural que duas mulheres fossem tão próximas assim. Mas nós éramos tão próximas assim”, recordou ela, no trecho obtido pela revista People.

Capa do livro de Robyn para Whitney Houston (Foto: Divulgação/People)

Apesar disso, Robyn e Whitney nunca discutiram sua sexualidade a fundo. “Nós nunca falamos sobre rótulos, tipo lésbicas ou gays. Nós apenas vivemos nossas vidas e esperávamos que elas pudessem seguir nesse caminho para sempre”, adicionou. Esse aparente mar de rosas, no entanto, não durou por muito tempo…

Em 1982, pouco após ter assinado um contrato com Clive Davis, Whitney resolveu se separar de Robyn. “Ela disse que não deveríamos nos envolver mais, porque isso tornaria nossa jornada ainda mais difícil”, escreveu Crawford. Na ocasião, a artista em ascensão também deu uma bíblia à amada. “Ela disse que se as pessoas descobrissem sobre nós, eles usariam isso contra a gente… e nos anos 80, era como pensávamos”, recordou Robyn.

Como bem sabemos, a fila andou após o término, mas a amizade entre elas jamais foi perdida. Por anos, a autora pensou que a melhor opção seria guardar todos esses segredos mesmo. “Eu mantive isso em segurança. Eu encontrei conforto no meu silêncio”, disse ela.

Whitney Houston no World Music Awards em 2004 (Foto: Getty)

Agora, casada com uma executiva e mãe de dois filhos, Crawford sente que é a hora de se abrir. “Cheguei ao ponto em que eu senti a necessidade de defender nossa amizade. E eu senti uma urgência de nos levantar e compartilhar a mulher por trás do incrível talento”, justificou.

Sua expectativa com o livro é justamente mostrar quem Whitney era de verdade. “Eu queria erguer o legado dela, dar o respeito e compartilhar a história de quem ela era antes da fama, e nisso, acolher a nossa amizade”, detalhou Robyn. Relato muito corajoso!!! Lindo demais…

Whitney Houston morreu em 11 de fevereiro de 2012. A dona do hit “I Will Always Love You” teve um “afogamento acidental” na banheira de um hotel. Segundo o relatório da polícia de Los Angeles, uma doença no coração também foi um fator relevante para que ela viesse a óbito. E jamais esqueceremos de quem esse verdadeiro ícone foi!