Nova postura: Mãe e irmãos de Gugu tomam decisão para proteger filhos do apresentador em disputa por herança; entenda

A família de Gugu Liberato deixou claro que pretende resolver todos os trâmites de sua herança de forma particular de agora em diante. Em um comunicado divulgado para a imprensa, a mãe e os irmãos do apresentador informaram que não vão mais comentar o assunto publicamente a fim de proteger os filhos dele.

“Familiares de Gugu Liberato (Mãe e irmãos) vêm à publico comunicar que, em virtude da presença de menores de idade na herança do apresentador, os membros da família não mais se pronunciarão publicamente sobre assuntos envolvendo os trâmites da herança/testamento”, comunicou a nota, em referência aos herdeiros legais, os filhos e sobrinhos dele.

O comunicado diz ainda que o caso segue seu curso “tramitando na Justiça, em sigilo, aguardando as decisões legais que se fizerem necessárias”.

Mãe, irmã e filhos de Gugu (Foto: Patrícia Devoraes/Brazil News; Reprodução/Instagram)

O apresentador destinou “quase a totalidade”, cerca de 87,5% de seus bens aos três filhos: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Sofia e Marina, de 16. Os cinco sobrinhos dele ficaram com os 12,5% restantes.

Além disso, ele incumbiu aos herdeiros a função de pagar uma pensão vitalícia mensal de R$ 100 mil para sua mãe e avó deles, Maria do Céu Liberato, de 90 anos. À mãe, Gugu ainda deixou o usufruto da casa em que ela mora atualmente, em Alphaville, São Paulo.

Gugu deixou uma pensão vitalícia para Maria do Céu (Foto: Reprodução/Record; Patrícia Devoraes/Brazil News)

Entretanto, o apresentador excluiu de seu testamento, feito em 2011, a sua companheira por 19 anos e mãe de seus filhos, Rose Miriam Di Matteo. De acordo com a médica, eles estavam passando por uma “crise na união” na época, mas reataram depois disso.

Por isso, a viúva entrou na Justiça para pedir o reconhecimento de união estável que alega ter mantido com Gugu — o que lhe daria direito à metade da herança. Ela também entrou com um pedido para ser inventariante de seus bens, função delegada à irmã dele.

Rose Miriam e Gugu viveram juntos por quase 20 anos (Foto: Reprodução/Instagram)

Em sua defesa, Rose Miriam afirmou que, além de companheira dele por quase duas décadas, também é a representante legal de Sofia e Marina, as filhas caçulas que teve com o apresentador. Na petição, Rose afirma que está passando, com as meninas, por “dificuldades de toda natureza”, já que Gugu, como “provedor”, sempre se responsabilizou por tudo.

A médica disse que não quer briga e pretende devolver tudo para os filhos, caso ganhe o caso. “Vale ressaltar que, no momento que conseguir o reconhecimento da união estável, que é caracterizada quando as partes tem o propósito de constituir família, Rose se comprometeu a doar os bens móveis e imóveis aos filhos, reservando a ela somente o usufruto suficiente para sua mantença. Isso foi expresso por meio de Declaração em Cartório de Registro Público”, contou o advogado dela Nelson Wilians.

Ele endossou: “Os filhos dela em nada serão prejudicados, pelo contrário, serão honrados com o que lhes é de direito. Agora a discussão nos tribunais é somente fática, probatória. Os amigos e documentos vão deixar claro que eles viviam como um casal e ela será considerada companheira, viúva e herdeira”.

Enquanto isso, a família do apresentador afirma que ela está sendo induzida e mal aconselhada por “terceiros não contemplados no aludido testamento”. Agora nos resta aguardar o desfecho dessa história complicada…

Gugu deixou a companheira, Rose Di Matteo, e os filhos João Augusto, Sofia e Marina. (Fotos: Amauri Nehn/Brazil News)