Fotojet (2)

Livro revela qual foi a gota d’água que levou Príncipe Harry e Meghan Markle deixarem a família real; saiba detalhes

A saída de príncipe Harry e Meghan Markle da família real, em janeiro de 2020, chocou o mundo. Muito se falou na mídia sobre os motivos que levaram à decisão. Agora, o livro “Brothers and Wives: Inside The Private Lives of William, Kate, Harry and Meghan”, de Christopher Anderson, apontou qual teria sido o estopim que fez com que o casal desse adeus à realeza.

De acordo com a obra, lançada no último final de semana, a gota d’água para Harry e Meghan foi a retirada de uma foto dos dois, junto do filho Archie, do tradicional pronunciamento de fim de ano feito pela rainha Elizabeth II em 2019. No vídeo, a monarca aparece num escritório atrás de uma mesa que contém porta-retratos com imagens do marido, Philip, assim como do filho Charles e do neto William, junto de Kate Middleton e os filhos George, Charlotte e Louis.

Continua depois da Publicidade

A fotografia teria sido deixada de lado a pedido da própria rainha, como forma de retaliação após Harry escolher passar o Natal com a esposa, filho e sogra, Doria Ragland, no Canadá, em vez de no Reino Unido. “Ela olhou para a mesa onde ficam as fotografias que ela selecionou com amor e disse, ‘todas estão boas, menos uma’, apontando para a foto dos Duques de Sussex e falou, ‘essa aqui, acredito que não precisamos dessa'”, relatou Andersen no livro.

A publicação contou ainda que, ao ver o pronunciamento e perceber a ausência de fotos do caçula, William ficou preocupado e comentou com Kate que Harry ficaria “terrivelmente chateado”. As páginas informaram ainda que o desprezo da avó teria feito com que o ruivo confidenciasse a um amigo que ele “sentia como se ele, Meghan e Archie estivessem sendo excluídos da família”. Um mês depois do pronunciamento ir ao ar, o casal anunciou seu afastamento da realeza.

A obra também apontou Charles como o responsável por fazer supostos comentários racistas sobre o bebê Archie. A fala teria acontecido em novembro de 2017, na manhã do anúncio do noivado de Meghan e Harry. “Eu me pergunto como seriam as crianças?”, teria dito o filho de Elizabeth, em conversa com a esposa Camilla. Ela, por sua vez, teria respondido que os filhos do casal seriam lindos, mas o príncipe da Gales insistiu: “Quer dizer, como você acha que a pele dos filhos deles vai ser?”.

Um porta-voz da família real, entretanto, negou o episódio, durante uma viagem a Barbados. “Isso é ficção e não vale a pena comentar”, declarou ele, em entrevista a repórteres locais.