Príncipe Harry e Meghan Markle anunciam que não usarão mais a marca “Sussex Royal”; saiba os detalhes!

Aqui jaz uma boa marca! Nesta sexta-feira (21), príncipe Harry e Meghan Markle anunciaram que não usarão mais o nome “Sussex Royal”, depois de seu afastamento da realeza. A informação foi dada pela assessoria do casal.

“Enquanto o duque e a duquesa estão focados nos planos de estabelecer uma nova organização sem fins lucrativos, devido às regras específicas do governo britânico a respeito do uso da palavra ‘Royal’ [Real, em português], foi acordado que a organização sem fins lucrativos [do casal], quando for anunciada nesta primavera, não se chamará Sussex Royal Foundation”, disse o comunicado.

“O duque e a duquesa de Sussex não pretendem usar ‘SussexRoyal’ em qualquer território após a primavera de 2020”, concluiu. O porta-voz do casal acrescentou que os formulários para registrar a marca que foram preenchidos como medidas protetivas, foram removidos.

Nesta semana, foi anunciado que os dois se afastarão da monarquia formalmente no próximo mês. O acordo feito entre o casal e a rainha Elizabeth é que eles finalizem suas atividades como membros seniores no dia 31 de março. Eles não terão mais um escritório no palácio de Buckingham, e serão representados pelo time de sua fundação de caridade no Reino Unido.

Príncipe Harry e Meghan Markle não serão mais um casal “real”. (Foto: Getty)

Já era especulado que os dois precisariam abandonar a marca “Sussex Royal”. Segundo o Daily Mail, a rainha e os oficiais seniores tomaram a decisão após “longas e complexas conversas”. Eles acreditam que não seja mais sustentável que o casal mantenha a palavra “real” em sua marca.

A decisão não seria um problema se não fosse o grande investimento que os duques fizeram para se consolidar como “Sussex Royal”. Meghan e Harry teriam gasto dezenas de milhares de libras no novo site, para complementar sua conta no Instagram, que junta mais de 11 milhões de seguidores.

Meghan e Harry se transformaram em “Sussex Royal” em todos os meios (Foto: Reprodução/Instagram)

Os pais de Archie também buscaram registrar Sussex Royal como uma marca comercial global para uma série de itens e atividades, incluindo vestuário, papelaria, livros e material didático. Além disso, eles já estavam dando passos para estabelecer uma nova organização de caridade chamada “Sussex Royal, The Foundation of the Duke and Duchess of Sussex”.

Príncipe Harry e Meghan Markle vão ter que reformular toda sua marca (Foto: Jeremy Selwyn/Getty)

Os duques de Sussex começaram a usar o nome no começo do ano passado, depois que separaram seu escritório do príncipe William e Kate Middleton, conhecido como “Kensington Royal”. Desde então, os dois conseguiram juntar a mesma quantidade de seguidores dos duques de Cambridge.

Harry e Meghan anunciaram a decisão de se afastar da realeza e buscar “independência financeira” no dia 8 de janeiro deste ano. Além de não poderem mais usar o “royal”, eles também abriram mão dos títulos de “suas altezas reais” e aceitaram a devolução de 2,4 milhões de libras (cerca de R$13 milhões), provenientes dos contribuintes britânicos, usados para reformar a mansão dos dois.