Golpista Tinder

O Golpista do Tinder: Shimon Hayut quebra silêncio e fala das acusações em primeira entrevista: “Não podem me julgar”; assista

O homem por trás de Simon Leviev deu sua primeira entrevista, que ainda contou com a presença de sua nova namorada

Shimon Hayut, o homem por trás do “Golpista do Tinder”, quebrou o silêncio. Após a enorme repercussão do documentário, o israelense falou sobre o caso pela primeira vez, em entrevista ao “Inside Edition”. Acusado de dar golpes milionários a partir do aplicativo de relacionamento, ele detonou a produção da Netflix, que expôs o relato de vítimas e as táticas que ele teria usado.

Na primeira prévia do programa, Shimon rebateu: “Eu não sou um ‘golpista do Tinder'”. O homem, que se passava por Simon Leviev, negou os crimes e deu sua versão da história. “Eu não sou uma fraude e não sou um fake. As pessoas não me conhecem – então, elas não podem me julgar”, argumentou ele. Em outro trecho, divulgado pela Entertainment Weekly, o israelense também alegou que as histórias do filme não seriam reais: “Eles apresentam como um documentário, mas, na verdade, é um filme completamente inventado”.

Golpista Tinder Entrevista2
A atual namorada de Shimon Hayut também participou da entrevista. (Foto: Reprodução/Inside Edition)

Hayut aparece na entrevista ao lado de sua nova namorada, Kat Konlin. A atração ainda promete revelar “por que ela está com ele”. “Eu era só um cara solteiro que queria conhecer algumas garotas no Tinder”, defendeu-se Shimon, alegando que é o “maior cavalheiro”. O programa “Inside Edition” com o suposto golpista do Tinder será dividido em duas partes e vai ao ar na segunda-feira (21) e na terça-feira (22). Assista à chamada abaixo:

Quem é o “Golpista do Tinder”?

A história de Shimon Hayut rodou o mundo com a estreia do documentário “O Golpista do Tinder” – que está há duas semanas no TOP 10 global de produções mais assistidas da Netflix. O longa traz os relatos das vítimas e conta como o israelense teria seduzido mulheres e inventado diversas histórias para conseguir tirar dinheiro delas.

Golpista Tinder Vitimas
Cecilie, Pernilla e Ayleen, vítimas do Golpista do Tinder que expuseram suas histórias. (Fotos: Reprodução/Instagram)

No aplicativo de namoro, ele se passava por um magnata chamado Simon Leviev, e se intitulava o “Príncipe dos Diamantes”. Com viagens luxuosas, festas, presentes caros, ele conquistava a confiança das vítimas e, posteriormente, criava situações para convencê-las a transferir altas quantias para sua conta. Uma dessas técnicas era falar que estava sendo perseguido por seus “inimigos” e, por isso, não tinha como usar seu cartão de crédito. Resultado? O golpista teria deixado as amantes com um prejuízo estimado em US$ 10 milhões (cerca de R$ 52 milhões).

Continua depois da Publicidade

Shimon Hayut foi preso em Israel em 2019 e acabou condenado a 1 ano e três meses de prisão pelo crime de fraude. Contudo, o golpista do Tinder deixou a prisão após cumprir uma pena de apenas 5 meses. Com a repercussão do documentário, o falso “Simon Leviev” foi expulso do Tinder e também banido de outros aplicativos de relacionamento.