Grammy 2021: Resumão! Beyoncé bate recorde histórico da premiação; Cardi B leva funk para o palco; Billie Eilish, Taylor Swift e Megan Thee Stallion se destacam — confira!

Uma noite para celebrar a música! Neste domingo (14), a 63ª edição do “Grammy Awards” coroou os principais destaques da indústria na gringa e entregou uma festa linda, com performances de encher os olhos e animar a galera que está em casa. Por conta da pandemia, a cerimônia seguiu a tendência das outras grandes premiações, mesclando a participação de poucos convidados no palco principal com vídeos gravados previamente e links ao vivo dos artistas.

O Grammy Awards 2021 tem nome e sobrenome: Beyoncé Knowles! A diva, que liderava a lista com 9 indicações, bateu o recorde histórico do prêmio ao faturar nada menos que 28 gramofones dourados ao longo de sua carreira. Ao receber o troféu como “Melhor Performance de R&B” com “Black Parade”, Beyoncé se emocionou com o feito: “Como artista, acredito que é meu trabalho e o trabalho de todos refletir os tempos, e têm sido tempos tão difíceis, então quero homenagear os reis e rainhas negros que me inspiram. […] Minha filha está vendo, duas filhas e filho, todos estão assistindo, Blue ganhou um Grammy hoje, estou tão orgulhosa de vocês”. 

Ao todo, Beyoncé faturou quatro troféus… Além de “Melhor Performance de R&B”, ela venceu “Melhor Performance de Rap” e “Melhor Música de Rap” por conta do remix de “Savage” com Megan Thee Stallion, e “Melhor Vídeo” por “Brown Skin Girl”. Inclusive, essa última categoria fez com que a filha da estrela, Blue Ivy, se tornasse a segunda pessoa mais jovem a ganhar o prêmio, com apenas 9 anos de idade.

Continua depois da Publicidade

Billie Eilish faturou dois troféus: “Melhor Música Escrita para Mídia Visual” com “No Time To Die”, e “Gravação do Ano” por “Everything I Wanted”. Essa última foi uma surpresa tão grande para a artista, que ela fez um discurso para parabenizar Megan Thee Stallion, quem ela achava que deveria ter vencido. “Estou até com vergonha, Megan. Eu até ia fazer um discurso sobre como você merecia esse prêmio, mas pensei: ‘Eles nunca vão me escolher’. Esse prêmio é dela! Você merece esse prêmio! Você vive um ano que acho insuperável. Quero chorar pensando no quanto eu te amo. Você merece tudo no mundo. É você quem merece, de verdade”, falou, antes de puxar aplausos para a rapper.

A noite, inclusive, foi muito positiva para Megan Thee Stallion, que concorria ao prêmio pela primeira vez. Ela ficou com três troféus, o de “Melhor Performance de Rap”, “Melhor Música de Rap” e “Artista Revelação”. Fiona Apple alcançou duas vitórias, com “Melhor Álbum de Música Alternativa” com “Fetch the Bolt Cutters”, e “Melhor Performance de Rock” em “Shameika”. E vale destacar mais um gramofone para a coleção de Taylor Swift, agora de “Álbum do Ano” pelo hinário “Folklore”. Com isso, ela se tornou a primeira artista mulher que venceu três vezes essa categoria.

Palco de hits

Mais uma vez, as performances musicais da premiação foram um show à parte! Neste ano, a produção construiu uma grande “arena” para os cantores que fizeram parte da cerimônia nos estúdios. Dessa forma, ficou mais fácil estabelecer o distanciamento social seguro para todos os profissionais envolvidos. O ato de abertura foi digno de line up em festivais concorridíssimos! Com lookinho inspirado nos anos 1970 — com o peitoral e barriguinha à mostra —, o muso Harry Styles cantou “Watermelon Sugar”. Em seguida, a área de Billie Eilish foi tomada por fumaça e um carro submerso na apresentação melancólica de “Everything I Wanted”. O bloco foi finalizado com as irmãs do trio Haim arrasando nos instrumentos musicais para a apresentação de “The Steps”.

Continua depois da Publicidade

O mais legal da ideia de criar um palco tão grande é que outros cantores puderam curtir os shows de seus colegas no clima VIP, sabe?! Billie Eilish e o irmão Finneas, por exemplo, ficaram encantados com o soul da banda Black Pumas na música “Colors”. Dababy e Roddy Ricch, que foram indicados à “Gravação do Ano”, fizeram uma performance simples, mas poderosa do hino “Rockstar”, com a participação de um coral gospel. Já Bad Bunny e Jhay Cortez recorreram a grandes estruturas com efeitos de luz para cantarem “Dákiti”. Dua Lipa convidou DaBaby para celebrar o sucesso da era “Future Nostalgia”. Como uma boa diva pop, a estrela levou cenários com escadas, muitas luzes, troca de looks e bailarinos para dar o nome no medley de “Levitating” e “Don’t Start Now”.

Na última semana, Bruno Mars fez seu aguardado comeback musical, e não veio sozinho! Ao lado de Anderson .Paak, ele criou o projeto Silk Sonic. Para estrear o trabalho com a pompa e circunstância merecida, eles também se jogaram no visual setentista e fizeram uma performance incrível de “Leave The Door Open”.

Taylor Swift levou para o palco a floresta encantada na qual mergulhou de cabeça para a produção dos álbuns “Folklore” e “Evermore”. Em alguns momentos, nem parecia que a cantora estava na arena construída pelo Grammy, de tão incrível que ficou a cabana e projeções usadas por ela no show. Ao lado de Aaron Dessner e Jack Antonoff, a estrela escolheu “Cardigan”, “August” e “Willow” para a noite especial.

Continua depois da Publicidade

O duo Silk Sonic também voltou para o palco na tradicional homenagem feita aos artistas que faleceram no último ano. Eles cantaram “Tall Sally” e “Good Golly Miss Molly”, do lendário Little Richard. O cantor Lionel Richie também esteve no palco para homenagear Kenny Rogers com o hino “Lady”. Brandi Carlile relembrou o legado de John Prine com um cover de “I Remember Everything”. Brittany Howard dividiu a cena com Chris Martin — no piano —, para homenagear Gerry Marden, do Gerry & The Pacemakers com “You’ll Never Walk Alone”.

Claro que em uma premiação musical norte-americana não poderia falta o country. O ritmo ganhou um bloco especial, reunindo um timaço! Mickey Guyton fez uma apresentação emocionante da faixa “Black Like Me”. Em seguida, a vencedora da categoria “Melhor Álbum Country”, Miranda Lambert, soltou o vozeirão com “Bluebird”. A parceria linda — e improvável — de Maren Morris com John Mayer em “The Bones” também marcou a sequência.

Um bloco para ninguém ficar parado e deixar todo mundo de queixo caído! Megan Thee Stallion e Cardi B não vieram para brincadeira no palco do Grammy Awards. Primeiro, a “Artista Revelação” do ano incorporou seu lado showgirl com muitos brilhantes e plumas no medley de “Body” e “Savage”. Na sequência, um telão gigante interagiu com uma Cardi B toda futurista cantando seu single mais recente, “Up”. Depois, a rapper se encontrou com Stallion em um cenário surreal com uma cama e sapatos gigantes. A dupla não economizou na coreografia sexy do hino “WAP”, e fez uma surpresa de arrepiar para os fãs brasileiros! A versão remixada de “WAP”, produzida por Pedro Sampaio, com batidas bapho do funk, também teve um trecho reproduzido.

Continua depois da Publicidade

Post Malone também marcou presença na cerimônia com uma performance teatral da canção “Hollywood’s Bleeding”. Com um cenário sombrio, o artista trouxe referências sagradas de freiras e crucifixos. Provavelmente um dos grandes atos da noite, o rapper Lil Baby fez o público de casa ficar com um nó na garganta. O artista optou por gravar sua performance numa área externa, e fez questão de lembrar os manifestos antirracistas do ano passado em “The Bigger Picture”. O show grandioso mostrou desde a brutalidade policial contra homens negros até as manifestações que tomaram a rua, reunindo diversos discursos que pedem por Justiça e igualdade em nossa sociedade.

Doja Cat incorporou seu lado robótico e fez uma performance futurista do hino “Say So”, com direito a muita dança e efeitos de luz. Nossos meninos do BTS dominaram completamente o palco da premiação com o hit “Dynamite”. Não faltou lookinhos estilosos, dancinhas e cenários temáticos. Eles foram parar no telhado do prédio onde aconteceu a cerimônia, tendo como cenário os prédios de Hollywood. Vão dominar o mundo, sim ou com certeza?! Roddy Ricch também voltou ao palco, agora em voo solo, para cantar “Heartless” e “The Box”.

Confira a lista dos principais vencedores do Grammy 2021:

Gravação do Ano
“Black Parade” – Beyoncé
“Colors” – Black Pumas
“Rockstar” – DaBaby Featuring Roddy Ricch
“Say So” – Doja Cat
“Everything I Wanted” – Billie Eilish *Venceu
“Don’t Start Now” – Dua Lipa
“Circles” – Post Malone
“Savage” – Megan Thee Stallion Featuring Beyoncé

Álbum do Ano
“Chilombo” – Jhené Aiko
“Black Pumas” – Black Pumas
“Everyday Life” – Coldplay
“Djesse Vol.3” – Jacob Collier
“Women In Music Pt. III” – HAIM
“Future Nostalgia” – Dua Lipa
“Hollywood’s Bleeding” – Post Malone
“Folklore” – Taylor Swift *Venceu

Música do Ano
“Black Parade” — Beyoncé
“The Box” — Roddy Ricch
“Cardigan” — Taylor Swift
“Circles” — Post Malone
“Don’t Start Now” — Dua Lipa
“Everything I Wanted” — Billie Eilish
“I Can’t Breathe” — H.E.R. *Venceu
“If the World Was Ending” — Julia Michaels & JP Saxe

Continua depois da Publicidade

Artista Revelação
Ingrid Andress
Phoebe Bridgers
Chika
Noah Cyrus
D Smoke
Doja Cat
Kaytranada
Megan Thee Stallion *Venceu

Melhor Vídeo
“Brown Skin Girl” – Beyoncé *Venceu
“Life is Good” – Future feat. Drake
“Adore You” – Harry Styles
“Lockdown” – Anderson Paak
“Goliath” – Woodkid

Melhor Álbum Pop Vocal
“Changes” — Justin Bieber
“Chromatica” — Lady Gaga
“Future Nostalgia” — Dua Lipa *Venceu
“Fine Line” — Harry Styles
“Folklore” — Taylor Swift

Melhor Performance Solo de Pop
“Yummy” — Justin Bieber
“Say So” — Doja Cat
“Everything I Wanted” — Billie Eilish
“Don’t Start Now” — Dua Lipa
“Watermelon Sugar” — Harry Styles *Venceu
“Cardigan” — Taylor Swift

Melhor Performance de Grupo/Colaboração
“Un Dia (One Day)” — J Balvin, Dua Lipa, Bad Bunny & Tainy
“Intentions” — Justin Bieber Featuring Quavo
“Dynamite” — BTS
“Rain on Me” — Lady Gaga e Ariana Grande *Venceu
“Exile” — Taylor Swift feat. Bon Iver

Melhor Álbum de Rock
“A Hero’s Death” — Fontaines D.C.
“Kiwanuka” — Michael Kiwanuka
“Daylight” — Grace Potter
“Sound & Fury” — Sturgill Simpson
“The New Abnormal” — The Strokes *Venceu

Continua depois da Publicidade

Melhor Performance de Rock
Shameika – Fionna Apple *Venceu
Not – Big Thief
Kyoto – Phoebe Bridgers
The Steps – HAIM
Stay High – Brittany Howard

Melhor Álbum de Música Alternativa
Fetch the Bolt Cutters – Fionna Apple *Venceu
Hyperspace – Beck
Punisher – Phoebe Bridgers
Jaime – Brittany Howard
The Slow Rush – Tame Impala

Melhor Pop Latino ou Álbum Urbano
“YHLQMDLG” — Bad Bunny *Venceu
“Por Primera Vez” — Camilo
“Mesa Para Dos” — Kany García
“Pausa” — Ricky Martin
“3:33” — Debi Nova

Melhor Álbum de Comédia
“Black Mitzvah” — Tiffany Haddish *Venceu
“I Love Everything” — Patton Oswalt
“The Pale Tourist” — Jim Gaffigan
“Paper Tiger” — Bill Burr
“23 Hours to Kill” — Jerry Seinfeld

Melhor Compilação de Trilha Sonora
“A Beautiful Day in the Neighborhood”
“Bill & Ted: Encare a Música”
“Eurovision Song Contest: The Story of Fire Saga”
“Frozen 2”
“Jojo Rabbit” *Venceu

Melhor Filme Musical
“Beastie Boys Story” — Beastie Boys
“Black Is King” — Beyoncé
“We Are Freestyle Love Supreme” — Freestyle Love Supreme
“Linda Ronstadt: The Sound Of My Voice” — Linda Ronstad *Venceu
“That Little Ol’ Band From Texas” — ZZ Top

Melhor Performance R&B
“Lightning & Thunder” — Jhené Aiko Featuring John Legend
“Black Parade” — Beyoncé *Venceu
“All I Need” — Jacob Collier Featuring Mahalia & Ty Dolla $Ign
“Goat Head” — Brittany Howard
“See Me” — Emily King

Melhor música R&B
“Better Than I Imagine” — Robert Glasper Featuring H.E.R. & Meshell Ndegeocello *Venceu
“Black Parade” — Beyoncé
“Collide” — Howie Day
“Do It” — Chloe x Halle
“Slow Down” — Skip Marley & H.E.R.

Continua depois da Publicidade

Melhor Álbum R&B
“Happy 2 Be Here” — Ant Clemons
“Take Time” — Giveon
“To Feel Love/D” — Luke James
“Bigger Love” — John Legend *Venceu
“All Rise” — Gregory Porter

Melhor Performance de Rap
“Deep Reverence” — Big Sean Featuring Nipsey Hussle
“Bop” — Dababy
“What’s Poppin” — Jack Harlow
“The Bigger Picture” — Lil Baby
“Savage” — Megan Thee Stallion Featuring Beyoncé *Venceu
“Dior” — Pop Smoke

Melhor Performance Melódica de Rap
“Rockstar” — DaBaby Featuring Roddy Ricch
“Laugh Now, Cry Later” — Drake Featuring Lil Durk
“Lockdown” — Anderson .Paak *Venceu
“The Box” — Roddy Ricch
“Highest in the Room” — Travis Scott

Melhor Música de Rap
“The Bigger Picture” — Lil Baby
“The Box” — Roddy Ricch
“Laugh Now, Cry Later” — Drake Featuring Lil Durk
“Rockstar” — DaBaby Featuring Roddy Ricch
“Savage” — Megan Thee Stallion Featuring Beyoncé *Venceu

Melhor Álbum de Rap
“Black Habits” — D Smoke
“Alfredo” — Freddie Gibbs & The Alchemist
“A Written Testimony” — Jay Electronica
“King’s Disease” — Nas *Venceu
“The Allegory Royce” — Da 5’9″

Melhor Álbum Country
“Lady Like” — Ingrid Andress
“Your Life Is a Record” — Brandy Clark
“Wildcard” — Miranda Lambert *Venceu
“Nightfall” — Little Big Town
“Never Will” — Ashley McBryde

Melhor Música Country
“Bluebird” — Miranda Lambert
“The Bones” — Maren Morris
“Crowded Table” — The Highwomen *Venceu
“More Hearts Than Mine” — Ingrid Andress
“Some People Do” — Old Dominion

Melhor performance solo country
“Stick That In Your Country Song” — Eric Church
“Who You Thought I Was” — Brandy Clark
“When My Amy Prays” — Vince Gill *Venceu
“Black Like Me” — Mickey Guyton
“Bluebird” — Miranda Lambert

Melhor Performance Country de Duo/Grupo
“All Night” — Brothers Osborne
“10,000 Hours” — Dan + Shay & Justin Bieber *Venceu
“Ocean” — Lady A
“Sugar Coat” — Little Big Town
“Some People Do” — Old Dominion

Confira a lista completa com os vencedores da premiação clicando aqui!

Continua depois da Publicidade

Lista de performances musicais:

Harry Styles – “Watermelon Sugar”
Billie Eilish – “Everything I Wanted”
Haim – “The Steps”
Black Pumas – “Colors”
Dababy e Roddy Ricch – “Rockstar”
Bad Bunny e Jhay Cortez – “Dákiti”
Dua Lipa e Dababy – “Levitating” e “Don’t Start Now”
Silk Sonic (Bruno Mars e Anderson .Paak) – “Leave The Door Open”; “Tall Sally”/”Good Golly Miss Molly” (cover Little Richard)
Taylor Swift – “Cardigan”, “August” e “Willow”
Lionel Richie – “Lady”
Brandi Carlile – “I Remember Everything” (cover John Prine)
Brittany Howard e Chris Martin – “You’ll Never Walk Alone”
Mickey Guyton – “Black Like Me”
Miranda Lambert – “Bluebird”
Maren Morris e John Mayer – “The Bones”
Megan Thee Stallion – “Body” e “Savage”
Cardi B – “Up” e “WAP”
Post Malone – “Hollywood’s Bleeding”
Lil Baby – “The Bigger Picture”
Doja Cat – “Say So”
BTS – “Dynamite”
Roddy Ricch – “Heartless” e “The Box”