Absurdo! Sem provas, repórter do “Cidade Alerta” faz acusação sobre homem morto, e filha detona canal ao vivo: “Achei que era jornalismo responsável”; assista

A equipe jornalística do programa “Cidade Alerta” provocou revolta na família de um homem assassinado nesta terça-feira (9). Durante a transmissão ao vivo do caso, a repórter Luiza Zanchetta acusou a vítima, identificada como Josivaldo, de ser um agiota. Em resposta, a filha fez um desabafo revoltado ao vivo, chamando os profissionais de irresponsáveis.

No vídeo, a jornalista sinaliza que a família estava indignada porque a equipe tinha a informação que o homem “emprestava dinheiro a juros”. “Quem é que não quer deixar a gente trabalhar?”, reclama o apresentador Luiz Bacci, pedindo para que fosse filmado o que estava acontecendo. “Tá falando m*rda! Tá falando coisa que não deve! Ele emprestou dinheiro pra você?”, questiona um familiar de Josivaldo.

Outra voz no fundo fala alto: “Ele é agiota de onde?!” Com os ânimos exaltados a sua volta, Luiza pede que não tenha agressão, alega que está sendo impedida de fazer seu trabalho e explica que recebeu a informação de vizinhos. “Todo mundo deu informação para vocês falarem b*sta?”, esbravejou o parente.

Parente de Josivaldo se revoltou com acusação de que a vítima era agiota. Foto: Reprodução/Record TV

De acordo com o site Na Telinha, do Uol, Luiz Bacci se revoltou com a reação da família e chegou a pedir que Luiza falasse para os policiais prenderem o homem em flagrante. “Eu peço, por favor, ao cinegrafista que está com a Zanchetta, pode mostrar quem está tentando agredir a nossa reportagem. A arma que nós temos é a câmera”, falou o âncora do telejornal.

Posteriormente, a repórter entrevistou a filha de Josivaldo, identificada como Amanda, que deu um depoimento extremamente emocionante como a forma que seu pai estava sendo acusado em rede nacional. “Eu perdi o meu pai hoje e eu não tô vendo um pingo de respeito de vocês falando que ele é agiota! Gente, como assim?! Com quem vocês pegaram essa informação? De onde vocês tiraram isso, por favor!”, implora a jovem, aos prantos.

Luiza interrompe Amanda e pede para focar no “mais importante”, que era descobrir o assassino de Josivaldo. “Vamos esclarecer, porque sendo agiota ou não, nós queremos descobrir quem é esse homem pra ajudar a Amanda a descobrir quem matou o pai dela. Eu tenho total interesse em ser transparente e o total interesse do ‘Cidade Alerta’ para que a verdade seja dita”, afirmou Bacci.

Filha da vítima desmente que o pai seria agiota. Foto: Reprodução/Record TV

“A polícia não confirma essa informação, mas eu conversei com vizinhos que conhecem bem o Josenildo…”, recomeçou a repórter, antes de ser corrigida por Amanda. “Nem o nome deles vocês estão passando direito, gente. Como vão passar a profissão do meu pai?! Meu pai tinha casa de aluguel”, argumentou a garota, antes de acrescentar que nem sabia o nome dos seus vizinhos. “Tudo bem, mas você concorda comigo que a gente não pode descartar [a hipótese]?”, perguntou Luiza.

A filha da vítima ainda reclama que já tinha falado com a equipe as informações sobre o pai e, de repente, eles apareceram falando que Josivaldo era agiota. “Eu achava que a Record era um jornalismo mais responsável, sabe?!”, falou. “Eu entendo a sua dor, mas essas pessoas foram ouvidas. O caso aconteceu agora, chegamos agora aí. É claro que é o de menos se ele era agiota ou não”, argumentou Luiz Bacci. “É o pingo de respeito que tem que ter! Eu tô sentindo uma dor aqui, cara. Tiraram a vida do meu pai, gente!”, bradou a jovem.

“A gente não está denegrindo a imagem do seu pai, a gente só tá tentando saber as possibilidades”, tentou amenizar Zanchetta. Ao perceberem o estado de Amanda, os familiares optaram por interromper a entrevista e tirá-la dali. Durante a cobertura, o mesmo parente que se revoltou com a equipe da Record, voltou a conversar com o “Cidade Alerta”, desculpando-se por ter se exaltado, e pedindo que não fosse feito o boletim de ocorrência contra ele.

“Eu peço desculpas pelo que falei. Eu retiro pelo momento que eu tive de exaustão, só que eu quero que você peça desculpas em rede nacional, porque você falou que eu agredi alguém aqui, e eu quero que você retire que vai fazer um B.O. contra mim pelo fato de eu ter agredido alguém aqui”, pede. “Nós não vamos retirar, desculpa”, comenta Luiz Bacci ao vivo.

O homem pede que sejam colocadas as imagens em que ele agride alguém, e Luiza rebate dizendo que o “Bacci assistiu tudo”. “Ele assistiu ao que não existiu”, rebate o familiar de Josivaldo.

Após se revoltar com equipe da Record, homem pede que não seja feito um boletim de ocorrência por agressão. Foto: Reprodução/Record TV

Por fim, o apresentador do “Cidade Alerta” conversou com Viviane, identificada como irmã do homem acusado de agressão contra a equipe da Record. “Eu peço desculpas pela abordagem como agiota, nós vamos tratar como suspeito, como deve ser realmente, porque até que a polícia e a Justiça concluam se é agiota ou não, existe uma distância. Se fosse outro repórter mais esquentado, levaria isso para a frente, para a polícia, iria dar a maior dor de cabeça, e eu sei que é um homem que, só de ter reconhecido o erro, parece ser um cara gente boa, um cara da paz”, amenizou Luiz.

“Ele, nervoso por ter muito contato com todo mundo da família, foi sim pedir desculpas, eu mesmo falei para ela que ele queria pedir. Como você também já se desculpou a respeito do que a polícia apurou, eu também fico agradecida e falo em nome da família, porque é uma situação muito difícil perder um ente querido. Mais uma vez, peço desculpas para a repórter por tudo que aconteceu, e que vocês saiam daqui e continuem fazendo o trabalho de vocês”, encerrou Viviane.