Após ser acusado de racismo, Silvio Santos ironiza ao comentar caso: ‘Disseram que eu sou homofóbico’; Assista

Uma semana após ter sido acusado de racismo e misoginia nas redes sociais, Silvio Santos resolveu comentar a polêmica que protagonizou em seu programa quando escolheu uma cantora branca em detrimento de uma competidora negra para ganhar um prêmio maior por ser “muito bonita”.

Durante o quadro “Jogo dos Pontinhos”, ao lado da filha Patrícia Abravanel, e de outras mulheres do SBT, como Lívia Andrade e Mara Maravilha, o apresentador ‘se confundiu’, dizendo que havia sido chamado de “homofóbico”. “Disseram aí na internet que eu não quis que uma cantora cantasse porque ela é negra. Então, eu sou homo… Homossexual ainda não. [Disseram] que eu sou homofóbico!”, soltou ele, com sua habitual ironia.

Patrícia, então, “corrigiu” o pai, explicou o ocorrido e disse não ter visto “nada demais” na situação.

Confira o diálogo entre eles e o vídeo do momento:

Silvio: Estão falando mal de mim na internet porque vieram aqui quatro cantoras, e eles disseram aí na internet que eu não quis que uma cantora cantasse porque ela é negra. Então, eu sou homo…
Lívia: Racista.
Silvio: Homossexual ainda não. [Disseram] Que eu sou homofóbico!
Patrícia: Não, racismo. Falam que você é misógino, que é uma palavra que eles nem sabem o que é…
Silvio: Misógino é homem que não gosta de mulher.
Patrícia: Mas você gosta. Só tem mulher aqui.
Silvio: Racista.
Patrícia: Racista também. Posso falar? Eu assisti e não achei nada demais. Sabe qual foi meu comentário? Ele sempre escolhe quem ele gosta mais. Ele pede para o pessoal votar, mas a decisão é de quem? Dele!!! Então, não é porque ela é negra, é porque você sempre escolhe.

Continua depois da Publicidade

Além de ter vindo com uma semana de “atraso”, a conversa chamou a atenção da internet por não esclarecer nada sobre um assunto importante e relevante atualmente, que teve repercussões negativas por todo o país. “Ele não comentou foi nada”, reclamou uma internauta. “Colocar a filha pra defender é fácil, não muda N-A-D-A”, concordou outro menino.

Relembre o caso

No último domingo (08), durante uma competição musical, Silvio premiou uma cantora em detrimento da outra participante, Jennyfer Oliver, a única competidora negra e que já tinha ganhado – com uma diferença absurda – pelo voto popular. Após o ocorrido e a repercussão do caso, Jennyfer se manifestou e desabafou nas redes sociais.

No desenrolar do quadro, todas as quatro cantoras tiveram de cantar um trechinho de “Dona de Mim”, de Iza, para serem avaliadas. No entanto, ao chegar na vez de Jennyfer, Silvio a interrompeu logo no início e a impediu de se apresentar. “Não, não, pode parar. Pode parar. Essa música é muito chata”, disse o apresentador, deixando a participante sem reação.

Jennyfer Oliver ficou visivelmente sem entender ao ver a reação de Silvio Santos a sua vitória (Foto: Reprodução/SBT)

Continua depois da Publicidade

Após a interrupção, a competição seguiu naturalmente tendo Jennyfer como destaque. No final, ela saiu com 84 votos, sendo ovacionada pela plateia – com as outras candidatas totalizando apenas três, cinco ou oito votos. Foi neste momento que a atitude do “Homem do Baú” chamou atenção. Primeiramente, Silvio decidiu premiar todas as garotas igualmente, com R$ 500. “Me dá o dinheiro. Deixa eu ver, 500 pra cada uma”, disse ele. Assista:

Em seguida, o patriarca da família Abravanel contou: “Eu vou escolher a melhor das quatro pra ganhar mais 500”. Então, ao invés de dar o “bônus” para Jennyfer, ele optou por Juliani, que estava com uma diferença de 79 votos para a campeã “oficial”. “Se eu estivesse na minha casa vendo o programa, depois que ouvi essa música ‘Caneta Azul’, na minha opinião, a melhor intérprete na televisão é a Juliana, você ganhou”, anunciou ele. “Você é muito bonita, você canta bem, ganhou mais 500”, arrematou.

Continua depois da Publicidade

Nas redes sociais, o episódio teve uma grande repercussão negativa. Foram várias as críticas à decisão de Silvio, alegando que ele teria sido racista por seu comportamento. Na tarde de hoje (09), o assunto se tornou um dos mais comentados no Twitter, relacionando outras ocasiões nas quais o apresentador teve atitudes similares, assim como comparando à grande celebração do Miss Universo 2019, que coroou a sul-africana Zozibini Tunzi também neste domingo. Confira a repercussão:

Continua depois da Publicidade

Continua depois da Publicidade

Com toda essa polêmica, até mesmo Marília Mendonça se posicionou ao lado de cantora. Em seu Twitter e no Instagram, a hitmaker da sofrência compartilhou um vídeo de Jennyfer, enaltecendo seu talento cantando o hino “Supera”. “Toma todos os prêmios e visibilidade do meu Instagram e Twitter pra você, sua linda! Você merece!”, escreveu a sertaneja. Confira:

Continua depois da Publicidade

No dia seguinte, passada a exibição do programa, Jennyfer também recorreu às redes sociais e desabafou: “Quem assistiu, viu. O povo sentiu a situação. Eu fiquei super constrangida no momento”. “Eu jurava que ia ser editado, e eles iriam pular essa parte que ele me barrou de cantar a música. Em nenhum momento eu postei nada dizendo que ele foi racista comigo, ou algo do tipo. As pessoas sentiram e comentaram, postaram coisas no Twitter e no Instagram. E se as pessoas sentiram, eu respeito a opinião de todo mundo, cada um tem a sua”, iniciou ela.

A cantora também questionou a decisão de Silvio de interrompê-la só ao final da rodada: “Em nenhum momento eu me fiz de vítima, mas eu me senti super constrangida sim pela situação. Ele escutou as três cantarem, e quando chegou na minha vez ele barrou, falou que a música era muito chata. Enfim, se a música era chata ele deveria ter parado pela primeira vez. E outra: quem escolheu foi a própria produção, não foi nenhuma de nós”.

Na competição, Jennyfer Oliver tentou lidar bem com a postura de Silvio Santos, apesar do constrangimento (Foto: Reprodução/SBT)

Jennyfer também levantou o ponto de Juliani ter sido mais premiada por conta de sua beleza. “Acabou que ele gostou da Ju, ele falou que ela ia ganhar mais 500 reais porque ela era mais bonita. Só que aí entra aquela questão, o quadro era para cantoras, não pela beleza… Mas todas as meninas eram lindas, na minha opinião, todas cantavam muito bem, tanto é que eu fiz amizade com elas até hoje, uma indica trabalho para a outra, e não é um programa de televisão que vai qualificar o que é melhor ou não”, argumentou a artista.

Continua depois da Publicidade

A participante acrescentou que prefere não recorrer à Justiça, com receio de que isso acabe se revelando ruim para ela. “A gente ganhou o dinheiro, pagamos as contas já, o Silvio vai continuar rico, podre de rico, e não vai adiantar nada ficar brigando pelo que a gente acha que está certo, porque o certo hoje é errado, e o errado é certo”, explicou.

“Não vai adiantar, vai continuar do mesmo jeito. Não vai adiantar processar e ir atrás de direitos, porque aí eu vou ser prejudicada, nunca mais vou participar de emissora nenhuma. O que manda é o dinheiro, ele pode comprar advogado, pode calar minha boca”, finalizou. Confira o desabafo aqui:

[A partir de 01:33]