Policia Pizza

Mulher liga para a polícia para “pedir pizza”, e agente decifra ameaça; ouça a ligação e entenda o caso

Nesta semana, uma vítima de violência doméstica encontrou uma maneira sagaz de denunciar seu agressor. O caso aconteceu na cidade de Andradina (SP), quando a mulher, de 54 anos, ligou para a Polícia Militar e fingiu pedir uma pizza, mesmo estando sob ameaça do companheiro. A situação de perigo foi averiguada pelos PMs e o áudio foi divulgado hoje (28), pela TV TEM.

A ocorrência foi registrada na noite de terça-feira (25). Logo de cara, a mulher pediu por uma pizza. Mesmo quando ouviu ao policial reforçar que se tratava do Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), ela insistiu em suas falas. Do outro lado da linha, o atendente percebeu que não se tratava de um trote e encaminhou uma equipe ao local.

Continua depois da Publicidade

Confira a transcrição e o áudio abaixo:

Atendente: “Polícia Militar, emergência.”
Vítima: “Boa noite, tem como vocês entregarem uma pizza, fazendo o favor?”
Atendente: “A senhora está ligando para a Polícia Militar.”
Vítima: “Eu sei. Andradina.”
Atendente: “Qual é o seu nome?”
Vítima: “Não.”
Atendente: “Tem alguém armado aí? Faca?”
Vítima: “Mais ou menos. Traz uma pizza de…”
Atendente: “Você precisa de socorro médico ou não?”
Vítima: “Não. Me traz uma pizza de pepperoni”
Atendente: “Ok, foi cadastrada a ocorrência.”
Vítima: “Obrigada.”
Atendente: “Disponha.”

Com a ligação, os policiais foram ao local e encontraram o suspeito na frente da casa. Entretanto, o homem de 57 anos conseguiu fugir assim que viu a viatura. Apesar das buscas por ele pelo bairro, o agressor não foi localizado. Ainda assim, a PM confirmou o caso ao comparecer no imóvel e ouvir ao relato da vítima. Segundo ela, o companheiro passou 20 anos preso e, desde que voltou para casa, tem disparado agressões verbais, xingamentos e ofensas.

Continua depois da Publicidade

De acordo com o UOL, a vítima disse ter recebido ameaças de morte mais cedo naquele dia. O marido teria dito que, caso não conseguisse matá-la, tiraria a vida dos filhos dela. As ameaças teriam acontecido depois que ela estranhou quando o homem chegou em casa com uma motocicleta, apesar de estar desempregado. Quando a mulher questionou como ele adquiriu o veículo, o suspeito passou a ameaçá-la.

Policia Pizza1
Uma moto furtada foi encontrada no local do chamado. (Foto: Divulgação)

Na sequência, os policiais verificaram a moto que ficou na casa e constataram que se tratava de um produto de furto. Por fim, a ocorrência foi registrada como ameaça, violência doméstica, localização e apreensão do veículo. Segundo a publicação, o suspeito segue foragido. No entanto, a vítima entrou com uma medida protetiva, na tentativa de impedir que o agressor volte para a residência, ou se aproxime dela e dos filhos. A mulher aguarda uma resposta.

Continua depois da Publicidade

Em entrevista ao “Cidade Alerta”, o policial Cássio Junior dos Santos – que atendeu à ocorrência – falou sobre como devem proceder nessas situações: “Temos que ser bem sucintos nesse momento, pra evitar que algo pior possa acontecer com a solicitante”. Ele também ressaltou que são treinados para lidar com esse tipo de chamado “enigmático”. “Recebemos treinamentos periodicamente em que nos trazem informações de ocorrências em outro país, em outros estados, para que possamos orientar a população da melhor forma possível”, declarou ele.