Fotojet (12)

Golpista do Tinder: Simon Leviev usa nova fama para criar conta em app de celebridades e chega a faturar R$ 153 mil; entenda

Israelense tem aproveitado a fama do documentário com sua história e tem multiplicado suas finanças

Um novo homem! No último dia 2, Simon Leviev viu sua vida virar de cabeça para baixo quando o documentário “Golpista do Tinder” estreou na Netflix, expondo vários crimes de estelionato que ele cometeu contra os “pares perfeitos” que encontrou no famoso aplicativo de relacionamento. No entanto, o que era para se tornar algo negativo para o israelense, virou uma verdadeira mão na roda, o dando status de fama no mundo todo, e acreditem, rendendo lucros na legalidade.

De acordo com o TMZ nesta segunda-feira (21), Simon criou um perfil na plataforma Cameo, que permite a venda de vídeos personalizados feitos pelas celebridades para seus fãs, com mensagens de diferentes tipos, como felicitações pelo aniversário ou discursos motivacionais. Para essa nova “empreitada profissional”, Leviev tem cobrado US$ 200, cerca de R$ 1 mil na cotação atual do dólar no Brasil, para vídeos pessoais.

Agora, se você for encomendar alguma produção para sua empresa, o valor sobe para US$ 2 mil, algo em torno de R$ 10,2 mil. A publicação relatou que as compras dos usuários têm englobado todo tipo de mensagem, o que deixou Simon bem animado — e mais endinheirado. Para se ter uma ideia, em uma das gravações que o TMZ teve acesso, Leviev brinca com a própria história polêmica, dizendo que “seus inimigos o perseguem”.

Golpista Do Tinder 2
Simon tem criado vídeos personalizados na plataforma Cameo. Foto: Reprodução

De qualquer forma, a iniciativa já teria rendido US$ 30 mil, aproximadamente R$ 153 mil, para a conta bancária do israelense. Quem não tem gostado nadinha disso é a diretora do documentário da Netflix, Felicity Morris. Em entrevista recente, a executiva não escondeu sua revolta ao ver que Simon assinou um contrato com a agente Gina Rodriguez para a criação de um reality show, e o anúncio de que ele estreará um podcast sobre relacionamentos (!).

Continua depois da Publicidade

“Nunca foi nossa intenção dar a Simon uma plataforma para contar mais mentiras. Ele foi preso por crimes que cometeu em Israel, mas nunca foi indiciado por nenhum dos fatos apontados pelas garotas. Agora, ele tem uma agente o representando em Los Angeles. Que tipo de mensagem isso passa para as mulheres, para as vítimas? Um homem condenado, que já esteve preso duas vezes, está sendo representado por uma agente mulher em LA. Que mensagem isso passa para as pessoas?”, criticou.