Hilary Duff revela ter feito vitamina com sua placenta: ‘A mais deliciosa que já provei!’

A atriz Hilary Duff revelou em um podcast nesta quinta (8) que ingeriu a própria placenta após o nascimento de sua filhinha Banks em outubro e que adorou a experiência. “Foi a vitamina mais deliciosa que eu já tomei,” disse.

Hil, atualmente na série “Younger”, contou no “Informed Pregnancy” que bateu a placenta com outros ingredientes e a ingeriu mesmo receosa no início. E gostou do resultado! “Não tomo uma vitamina tão gostosa desde que tinha dez anos. Era cheia de calorias, com suco e frutas e tudo delicioso,” disse.

View this post on Instagram

Night night world ✌🏻✨

A post shared by Hilary Duff (@hilaryduff) on

“Eu fiquei um pouco desconfiada de primeira”, explicou Hilary. Segundo ela, o que a fez seguir adiante com o plano foram as teorias que dizem que ingerir a placenta após dar à luz previne a depressão e cessa o sangramento pós-parto. A atriz também contou que está se sentindo ótima após a experiência.

E vitamina não foi o único método usado, não. Agora, a eterna Lizzie McGuire diz que também tem chupado a placenta em cubos congelados que guarda no freezer e que quem não gostou dessa história foi seu primogênito Luca Cruz, que tem seis aninhos. Quando contou a ele que era um órgão temporário dela guardado lá, o pequeno respondeu com “Queria não ter perguntado”, kkkk. “Mas é bem nojento de se ver mesmo,” concordou a atriz.

A segunda filha de Hilary, Banks Violet Bair, nasceu no dia 25 de outubro, e o Instagram da atriz já está cheio de fotos lindas da bebê com a mamãe. Matthew Koma, namorado de Hil, também está bem feliz com a nova adição à família. “Damos as boas vindas a uma linda filha, irmãzinha e melhor amiga para a vida toda. Não poderia estar mais agradecido por nossa família que está crescendo,” escreveu o papai.

Ingerir a placenta não é tão incomum quanto parece. As musas Kim e Kourtney Kardashian e a atriz Katherine Heigl também estão na lista das mamães que aderiram à prática. Mas, segundo uma obstetra consultada pela revista People, não há provas de que os benefícios realmente existem. “Não há aumento na produção de leite e nenhum benefício no humor — todos os benefícios são entendidos como efeito placebo,” explicou a Dr. Sara Swift.