Matheus Mazzafera conta que já tentou suicídio por sofrer homofobia: “Não morri por pouco” — assista

O youtuber Matheus Mazzafera abriu o coração e desabafou em vídeo para o seu canal, gravado na última terça-feira (22). Na filmagem, ele refletiu sobre as experiências que passou durante a vida, agora que completou 40 anos, e revelou que já pensou em cometer suicídio quando adolescente, por conta da homofobia que sofria.

“Eu não queria morrer. Eu sempre amei a vida, mas era um momento da adolescência em que estava sofrendo muita homofobia e queria chamar a atenção dos meus pais. Não morri por pouco”, falou. O influencer também contou que tinha medo de ir para a escola todos os dias, já que nunca se encaixou no mundo masculino. “Sei dos meus privilégios, tenho muitos privilégios, sou homem, branco, rico. Tenho inúmeros privilégios, mesmo assim eu sofri muito na minha infância e adolescência”, observou.

Outros momentos críticos de sua trajetória, como a perda de entes queridos, foram citados. “Eu tive um irmão de 18 anos que faleceu. O meu grande amor, o meu primeiro namorado, que eu namorei por dois anos, se suicidou”, declarou.

Ele ainda disse que quis comentar desse assunto, pois às vezes podemos achar tudo “perfeito” na vida de alguém, a partir das suas postagens nas redes sociais, mas não é bem assim: “Eu quero falar dessas coisas nesse meu vídeo de 40 anos porque a gente tem que ser mais solidário, ter mais empatia com as pessoas. Eu também faço esse exercício diário”.

View this post on Instagram

Bigodin

A post shared by Matheus Mazzafera (@matmazzafera) on

Mazzafera aproveitou para falar da campanha nacional de prevenção ao suicídio. “Nesse ‘Setembro Amarelo’ vamos ser mais coerentes, vamos ter mais cuidado com as coisas que a gente fala pros outros, com as coisas que a gente escreve na internet”, ponderou.

Continua depois da Publicidade

Apesar do bullying que já sofreu mais jovem, hoje o youtuber garante que não gostaria de ser outra pessoa e que pretende fazer a diferença para a comunidade LGBTQ+ e para a nova geração. “Estou me desconstruindo e aprendendo novas coisas. Eu gosto de ser assim do jeito que eu sou, de ser gay e afeminado”, declarou.

Assista ao vídeo na íntegra: