Anitta nega boatos de que teria ficado careca por ritual, desabafa e critica intolerância religiosa: “Não tenho vergonha nenhuma” — assista!

Sem tempo, irmão! Na tarde desta terça-feira (10), Anitta usou as redes sociais para rebater os boatos de que teria raspado o cabelo por conta de rituais religiosos no Candomblé. Em um longo desabafo, a cantora afirmou que isso nem mesmo era possível, e criticou especulações de que também teria inventado uma doença para esconder sua crença.

A artista logo desmentiu que estaria careca, exibindo seu penteado. “Minha assessoria e os meus amigos pessoais estão recebendo mensagens falando que eu estava usando lace [peruca] – que no caso eu nem estou, porque é rabo de cavalo – porque eu raspei o meu cabelo pra fazer um santo e que eu menti sobre a minha doença, quando falei que tive intoxicação alimentar e que eu fiquei 15 dias fora, sem aparecer, que tive uma intoxicação alimentar brava”, iniciou.

Anitta irritou-se com os rumores de que estaria usando perucas por estar careca. (Fotos: Reprodução/Instagram)

Anitta, na sequência, explicou que jamais esconderia suas práticas religiosas, e que também não precisaria raspar seu cabelo, por sua posição dentro do Candomblé. “Algumas mensagens me xingando, dizendo que usei minha doença pra esconder minha religião. Primeiro de tudo: eu falo abertamente qual é a minha religião, candomblé. Segundo: já falei mil vezes, em vários lugares, que eu sou ekedi… Se você der um Google e você ver o que é ekedi, você vai descobrir que sim, é uma pessoa que fez o santo, mas que é uma categoria que não precisa raspar a cabeça e nunca precisará”, acrescentou.

Continua depois da Publicidade

A estrela demonstrou sua clara irritação com a intolerância religiosa demonstrada por muitos. “Esconder que eu tava fazendo ‘rituais satânicos’ – de acordo com o que alguns estavam escrevendo – e que eu estava inventando doença?! Primeiro que eu não brinco com doença. Eu não tenho vergonha nenhuma da minha religião”, continuou ela, que ainda abordou sua relação com o Candomblé. “Eu fui introduzida através do meu pai, que foi introduzido pela família dele, que tem origem, toda a descendência dele que tem origem africana, passou de pai para filho, para filho, para filho…”, mencionou.

Anitta mostrou em seu Instagram que não estava careca (e que usava um rabo de cavalo) e afirmou que jamais esconderia sua religião. (Fotos: Reprodução/Instagram)

Para esclarecer a história, Anitta ainda lembrou do período em que ficou afastada das redes sociais justamente por conta de um ritual religioso, em 2018. “Na época do Bolsonaro, todo mundo ficava falando: ‘ai, porque ela demorou pra se posicionar’. Quantas vezes eu falei que eu estava num retiro espiritual? Eu estava fazendo meu santo. Não são 10-15 dias que você desaparece, você tem que ficar lá mais que isso. Você tem várias restrições. Então não vem me xingar, não vem xingar a minha equipe”, comentou.

Continua depois da Publicidade

Ela também reclamou da origem das especulações, afirmando que veio de uma pessoa que “faz de tudo pra chamar atenção”, comparando ao documentário “Don’t Fuck With Cats”. “Depois eu acabei descobrindo que a pessoa que inventou essa… eu não tenho nem palavras pra descrever. É simplesmente um ser humano que eu não consigo entender por que o brasileiro dá palanque pra esse tipo de pessoa”, criticou ela, que ainda disparou: “Ah, gente, me poupe! Vai xingar os outros por motivos sérios!”.

Anitta criticou a intolerância religiosa de muitos sobre sua relação com o Candomblé. (Fotos: Reprodução/Instagram)

“Eu fico com raiva porque é cada asneira que a gente escuta”, desabafou. Anitta pediu cautela aos seus seguidores e citou a reação de uma tia sua ao se deparar com tais notícias. “Eu tenho uma tia que sofre de esquizofrenia… Vocês sabiam que a cada notícia dessas malucas, que o povo inventa e coloca, ela liga pra minha mãe desesperada, ela entra em crise, e enquanto a gente não atende pra acalmar e explicar que não é, ela não sai da crise dela?”, disse a artista.

Continua depois da Publicidade

“Gente tenham responsabilidade com as coisas que vocês vão passando adiante. Pelo amor de Deus!”, clamou ela. “Minha família não é obrigada a ficar ouvindo xingamento de coisa que nem aconteceu, não. E xingamento por intolerância religiosa, minha família que parte é católica, parte é candomblé… cada um de uma religião”, reclamou Anitta, que ainda concluiu: “Vai ser intolerante na ponte que partiu!”.

Assista aos vídeos na íntegra aqui:

Entenda o caso

Neste sábado (7), o jornalista Gabriel Perline, editor do site “Notícias da TV”, insinuou, em seu Twitter, que uma cantora “poderosa” teria raspado o cabelo por motivos religiosos. Ele não chegou a citar nomes, mas na rede social, não demorou para que interpretassem a mensagem como uma indireta a Anitta.

“Soube que uma cantora ‘poderosa’ ficou careca há dois meses. Mas não por saúde, e sim por religião. Ela deitou para o santo novamente (sic) e raspou a cabeça. Desde então só usa perucas. A desculpa que dá por seus cabelos artificiais é sua ‘nova investida no mercado gringo'”, escreveu o jornalista.

Continua depois da Publicidade

Nos comentários, muitos internautas assumiram que ele falava de Anitta pelo uso do termo ‘poderosa’ – alcunha dada à artista desde que estourou com a canção “Show da Poderosa” – e também pelas inúmeras perucas utilizadas ultimamente pela cantora, que investe cada vez mais na carreira internacional.

Nos últimos meses, a musa tem apostado em perucas para mudar o visual. (Foto: Reprodução/Instagram)

Outros acusaram Perline de fazer um “comentário de cunho preconceituoso”. “Intolerância religiosa com roupa de fofoca”, acusou Laís. “Não gostei desse tweet! Achei de muita má fé, maldoso e com o intuito de fofocar. Se é religião dela e todo mundo é a favor de respeitar a religião de cada um, por que um tweet desse?”, questionou Gutemberg.

Um outro internauta refutou a informação com um vídeo postado por Anitta nos stories do Instagram poucos dias atrás. “O cabelo da Anitta sempre foi assim, ela prende e coloca a lace por cima”, apontou.

A equipe de Anitta se pronunciou e negou o boato. “Devido às especulações na imprensa de que Anitta raspou seu cabelo para cumprir compromissos religiosos, viemos a público afirmar que a informação não é verdadeira. A cantora, praticante do Candomblé, é uma ‘Ekedi’ em sua religião. As Ekedis são suspensas para a iniciação, não precisando raspar a cabeça em sua preparação para servir aos Orixás”, explicou a assessoria no Instagram.

Continua depois da Publicidade

“Anitta repudia qualquer tipo de intolerância religiosa, seja ela qual for, e acredita que tais especulações retratam um Brasil ainda repleto de discriminação e preconceito religioso. Mais uma vez a bpmcom lamenta que a imprensa não cumpra sua obrigação para com a verdade e apure os fatos antes de publica-los”, concluiu a nota. Confira a publicação:

 

View this post on Instagram

 

Nota de Esclarecimento Devido às especulações na imprensa de que @anitta raspou seu cabelo para cumprir compromissos religiosos, viemos a público afirmar que a informação não é verdadeira. A cantora, praticante do Candomblé, é uma “Ekedi” em sua religião. As Ekedis são suspensas para a iniciação, não precisando raspar a cabeça em sua preparação para servir aos Orixás. Anitta repudia qualquer tipo de intolerância religiosa, seja ela qual for, e acredita que tais especulações retratam um Brasil ainda repleto de discriminação e preconceito religioso. Mais uma vez a bpmcom lamenta que a imprensa não cumpra sua obrigação para com a verdade e apure os fatos antes de publica-los. #anitta

A post shared by bpmcom (@soubpmcom) on