Famosos

Após polêmica, Behati Prinsloo defende desfile da Victoria’s Secret: ‘É só um show’

Jonas Lirio - Publicado em 03/12/2018 às 22:56
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

O desfile do “Victoria’s Secret Fashion Show” deste ano continua dando o que falar. Depois de o diretor criativo da marca, Ed Razek, pedir desculpas por ter dito ser contra a inclusão de modelos plus size e trans no desfile, foi a vez de uma das angels mais reconhecidas da Victoria’s Secret dizer o que pensa sobre a polêmica.

Em entrevista à Elle, a modelo Behati Prinsloo tentou dar uma diminuída na dimensão que a polêmica tomou. “Há muita conversa sobre tudo, mas acho que as pessoas também precisam entender que é um show. Não quer dizer algo negativo ou positivo sobre nenhum tipo de corpo, é ‘essas são elas’. Somos fortes, confiantes”, explicou a esposa de Adam Levine. Para Behati, que já desfilou dez vezes com a marca, “qualquer mulher pode ser uma mulher da Victoria’s Secret.”

Behati Prinsloo no Victoria’s Secret Fashion Show em novembro de 2018, em Nova York. (Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images for Victoria’s Secret)

“Mas as pessoas também precisam entender que é só um show. Não acho que ele é só para um certo tipo de corpo. É legal falar sobre isso [inclusão de outros tipos de corpos] e ótimo iniciar uma conversa, e muita coisa boa aconteceu. Acho que é um show. Vamos só nos divertir e não transformá-lo em nada, só ter uma boa noite e celebrar todo mundo”, continuou a modelo.

Em novembro, Ed Razek soltou o verbo quando perguntado sobre a inclusão de outros tipos de corpos no desfile da Victoria’s Secret. “É tipo, por que o seu show não faz isso? Você não deveria ter transexuais no show? Não. Não, eu não acho que nós deveríamos. Bom, por que não? Porque o show é uma fantasia”, disse.

*Leia também:
– Halsey critica o “Victoria’s Secret Fashion Show” após cantar no evento: ‘Era pra ser a melhor noite do meu ano’

– Rihanna manda shade para Victoria’s Secret após diretor criativo dizer que jamais teria modelos plus size e trans no show da marca!

– Barbara Palvin escreve mensagem sobre o ‘VSFS’ e fala sobre aceitação corporal: “Me sinto mais forte do que nunca”

Depois das críticas, o diretor criativo voltou atrás e pediu desculpas. “Minhas observações sobre a inclusão de modelos transgêneras no ‘Victoria’s Secret Fashion Show’ soaram insensíveis. Eu peço desculpas. Para ser claro, nós absolutamente colocaríamos uma modelo transgênera no nosso show. Nós tivemos modelos transgêneras fazendo testes… e como várias outras, elas não entraram. Mas isso nunca foi sobre gênero. Eu admiro e respeito a jornada delas em aceitar quem realmente são”, declarou.

O desfile do “Victoria’s Secret Fashion Show” foi exibido ontem (2) na televisão norte-americana e a cantora Halsey, uma das atrações musicais do show deste ano, resolveu se pronunciar contra a grife de lingeries. “Eu amo o ‘Victoria’s Secret Fashion Show’ desde que era criança. Me apresentar neste ano ao lado de outros artistas incríveis, e modelos tesforçadas/amigas era para ser a melhor noite do meu ano. Porém, após filmar a performance, alguns comentários foram feitos a respeito do show que eu simplesmente não posso ignorar. Como membro da comunidade LGBTQ+, eu não tolero falta de inclusividade. Especialmente uma motivada por estereótipos”, disse logo após a exibição da atração, em seu Instagram.